Ponto Chic, em Padre Miguel, se torna Patrimônio Cultural e Turístico do Rio

Nova lei foi promulgada pela Câmara Municipal na última sexta (01/09); tradicional polo gastronômico e de lazer é um dos mais populares da Zona Oeste carioca

Imagem meramente ilustrativa de trecho do Ponto Chic, em Padre Miguel - Foto: Reprodução/Google Maps

Tradicional polo gastronômico e de lazer da Zona Oeste carioca, o Ponto Chic, localizado no bairro de Padre Miguel, foi declarado como Patrimônio Cultural e Turístico de Natureza Imaterial da Cidade do Rio de Janeiro, na última sexta-feira (01/09).

A lei, número 8.040/2023 e de autoria dos vereadores Celso Costa (Republicanos), Dr. Gilberto (Solidariedade), Felipe Boró (Patriota) e Jorge Felippe (União Brasil), foi promulgada pelo presidente da Câmara Municipal, Carlo Caiado (PSD), e já consta em Diário Oficial.

Para justificar a iniciativa, os parlamentares argumentam que a Unesco define como Patrimônio Cultural Imaterial ”as práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas junto com os instrumentos, objetos, artefatos e lugares culturais que lhes são associados, que as comunidades, os grupos e, em alguns casos, os indivíduos reconhecem como parte integrante de seu patrimônio cultural”.

Em meio a isso, afirmam que o ”a procura na Rua Figueiredo Camargo [onde está situado o Ponto Chic] por opções gastronômicas e de lazer é grande não só pelos moradores de Padre Miguel, mas por toda a região da Zona Oeste”.

Advertisement
Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui