Por conta do G20, Rio pode ter ‘mega feriadão’ em novembro

O objetivo da proposta é “enforcar” desde a Proclamação da República, que cai numa sexta, até a Consciência Negra, na quarta seguinte para reduzir a circulação de pessoas na cidade

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Vista aérea da orla da Barra da Tijuca - Foto: Rafa Pereira/Diário do Rio

A partir desta terça-feira (09/04), os vereadores da Câmara do Rio voltam a se reunir para discutir projetos de lei. Dentre as propostas a ser analisadas, está a criação de feriado nos dias 18 e 19 de novembro durante o encontro do G20 na cidade. O PL 2857/2024 declara feriado nas datas em razão do encontro do G20, fórum de cooperação econômica das 19 maiores economias do mundo, União Europeia e a União Africana. No período, haverá na cidade a presença de dezenas de chefes de estado e de governo, além de representações de alto nível de organismos internacionais.  

O objetivo da medida é “enforcar” desde a Proclamação da República (15), que cai numa sexta, até a Consciência Negra (20), na quarta seguinte. A ideia é reduzir a circulação de pessoas na cidade. Para isso, os dias 18 (segunda) e 19 (terça) terão que ser aprovados como feriados neste ano.

A realização da cúpula de chefes de estado demanda da Prefeitura o apoio às operações logísticas planejadas pelo Governo Federal em coordenação com demais entes federativos, incluindo restrições à circulação geral como o bloqueio de vias públicas. Por isso, a necessidade de aprovar a medida em regime de urgência”, justifica o Executivo. 

O feriado não contempla comércio de rua; bares e restaurantes; hotéis, hospedarias e pousadas; centros e galerias comerciais e shopping centers; estabelecimentos culturais como teatros, cinemas e bibliotecas; e pontos turísticos. A matéria será analisada em 1ª discussão.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Por conta do G20, Rio pode ter 'mega feriadão' em novembro
Advertisement

3 COMENTÁRIOS

  1. Serão 6(SEIS) DIAS ÚTEIS convertidos em FERIADOS! Acho que a cidade perderá mais economicamente do que a “promoção” lhe dará por essa ‘hospedagem’ de autoridades. Porém, como o trânsito no Rio é comumente CAÓTICO, é o jeito. É o preço a se pagar por não termos um sistema de Metrô extenso e suficiente para substituir o tráfego de carros!

    • Na verdade, serão 2 (dois) dias úteis converidos em feriado (Segunda e terça), porque os demais já são feriafo e dia não útil. Concordo plenamente com a parte da tráfego caótico.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui