Praia da Bica, na Ilha do Governador, vira latão de lixo

As imagens feitas por um internauta mostram o mar coberto por todo tipo de detrito. Com a ressaca, o lixo foi jogado na calçada

Lixo na Praia da Bica, na Ilha do Governador / Imagens: Roberto Macchiute

O tradicional bairro da Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio de Janeiro, há anos sofre com a poluição das suas praias e da Baía de Guanabara. Originalmente um bairro tradicional, a Ilha abriga também comércio variado, serviços e indústrias. O tratamento do esgoto e dos rejeitos produzidos por tais atividades nem sempre são adequados, o que afeta a balneabilidade das praias da região. Sem contar a falta de educação do população que faz o descarte do lixo de acordo com as suas comodidades, sem sequer pensar sobre a ocorrência de possíveis danos ambientais.

Um vídeo postado, na última sexta-feira (20), em uma rede social mostra o estado calamitoso em que se encontra a Praia da Bica, no Jardim Guanabara. Nas imagens postadas pelo internauta e administrador da página do Ilha do Governador On Line, Roberto Macchiute é possível ver a quantidade de lixo espalhada pela orla. É uma mar de papeis, caixas, garrafas, enfim, todo tipo de detrito que uma população mal educada é capaz de produzir e jogar nas águas, como se o mar fosse uma lixeira a céu aberto. Nas imagens é possível ver as ondas jogando o lixo na calçada, tornando impossível um passeio descompromissado pelo local. Além da questão visual, que é terrível e depõe contra a população do Rio, há ainda a questão de saúde pública.

Revoltados, alguns internautas comentaram as imagens e apontaram possíveis causas para tão vergonhoso espetáculo. O internauta CR Guimarães ressaltou a responsabilidade da população pela lixeira que se tornou a praia da Bica. Para ele, “o primeiro passo seria a população dar o exemplo. Infelizmente, o povo é muito mal educado e 80%, quiçá 100%, desses detritos foram jogados pelo próprio povo no mar, no mesmo dia da ressaca.” O internauta ressalta ainda que enquanto não mudarmos a nossa “cultura” tal situação perdurará.

A usuária da rede social, Vitória Régia, enfatizou que caberia ao poder púbico aplicar multas severas a quem jogasse lixo na rua ou no mar. Segundo ela, “deveria ter multa séria. Eu acho que o poder público não tem culpa. Quando, na verdade, o que se faz é quebrado, roubado – temos um povo exatamente porco.”

Há quem credite à corrupção política consolidada no Rio de Janeiro, o cenário de agressão ambiental e clara má educação. A questão é, no entanto, antiga e complexa. Mas não resta dúvida que a população do estado tem uma clara responsabilidade sobre a degradação sanitária e ambiental causadas pelo descarte indevido do lixo. O Rio de Janeiro, belíssima cidade que é, não merece que essas imagens circulem mundo à fora.

Vídeo postado por Roberto Macchiute, administrador da página Ilha do Governador On Line
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui