Praia do Arpoador receberá festa em celebração ao Dia de Iemanjá

Evento acontece na próxima quinta (02/02), das 15h às 22h, e contará com grupos de jongo, afoxé, samba e maracatu

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Praia do Arpoador, na Zona Sul do Rio de Janeiro - Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

Na próxima quinta-feira (02/02), a Praia do Arpoador, em Ipanema, Zona Sul do Rio de Janeiro, será palco de uma festa em celebração ao Dia de Iemanjá. Idealizado pelo músico Marcos André, o evento acontecerá das 15h às 22h e receberá representantes de casas de umbanda e candomblé de linhagens centenárias, além de grupos de jongo, afoxé, samba e maracatu, a fim de celebrar a divindade dos mares em sua data simbólica.

Marcos, que atua há 27 anos em quilombos de jongo do Vale do Café e em projetos culturais em Madureira, mobilizou cerca de 120 mestres, líderes religiosos, artistas e filhos de santo, integrantes de 10 grupos grandes, para o ritual na rede de comunidades tradicionais que coordena.

”Em 2020, sozinho no meio do isolamento da pandemia, senti muito forte a presença dos guias espirituais e tive uma revelação importante: um chamada para, junto com os meus, reunir as famílias dos terreiros e quilombos que participo para fazer uma festa de tambor nas areias da praia no Dia de Iemanjá. Os cariocas precisavam naquele momento pedir paz, equilíbrio e harmonia para as suas cabeças agitadas pela pandemia, mortes e pelo desgoverno que passamos”, recorda.

”No Candomblé, Iemanjá é justamente o Orixá que cuida do equilíbrio e paz das nossas cabeças, coisa que a gente precisa muito hoje. Ela é querida por todos, tem o poder de nos unir. Era uma hora importante também dos terreiros voltarem para as praias cariocas no Dia de Iemanjá. Uma rica tradição nossa que diminuiu muito. Uma afirmação e celebração da importância do tambor na história dessa cidade”, complementa ele.

Advertisement

Leia também

Pedro Paulo cada vez mais certo como vice de Eduardo Paes – Bastidores do Rio

10 coisas que só quem anda de ônibus no RJ vai entender

A celebração, que começou em 2 de fevereiro de 2022, nas areias da Praia do Flamengo, marcando a abertura do Festival Multiplicidade, de Batman Zavareze, cresceu e, este ano, o axé para Iemanjá ocupará as pedras do Arpoador com um número ainda maior de casas e grupos de matriz africana. Todo o ritual de oferendas será liderado pelo lendário Mestre Bangbala, de 103 anos, o Ogan mais antigo do país em atividade e patrono do Dia de Iemanjá no Arpoador.

Afinado com os novos tempos da sustentabilidade e proteção dos mares, o antigo mestre é categórico: ”Todas as oferendas do ritual serão biodegradáveis. Pedimos ao público que não leve plástico, vidro ou madeira. É uma saudação à Rainha do Mar, à sua morada e às forças da natureza. Somente flores e frutas serão oferecidas nas águas.”

Vale destacar ainda que, ao final da celebração, o público será convidado para um mutirão de limpeza das areias e pedras ao redor da festa.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Praia do Arpoador receberá festa em celebração ao Dia de Iemanjá

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui