Praias do Rio de Janeiro entram na lista de candidatas para receber o selo Bandeira Azul

O subsecretário de meio-ambiente, Arthur Miranda, e o vereador e fundador da frente parlamentar em defesa da prainha Marcelo Arar foram uns dos responsáveis pelo projeto de reconquistar a bandeira dentro da prefeitura

Nove praias do estado do Rio de Janeiro, incluindo duas da capital, foram selecionadas para receber o selo Bandeira Azul da temporada 2023/2024, que é um certificado internacional da Fundação para a Educação Ambiental atestando, entre outros requisitos, a qualidade da água para os banhistas.

Para se consolidarem nesta seleta lista, porém, as praias ainda devem cumprir alguns critérios nas vésperas da emissão do certificado, que, no Hemisfério Sul, acontece no dia 23 de outubro, a poucas semanas do início da temporada de verão. A validação é feita por um júri internacional.

Ao todo, 34 critérios são levados em conta pelo júri, entre eles qualidade da água, limpeza da praia, valor cultural do local e o oferecimento de atividades de educação ambiental para a população. O Rio de Janeiro é o segundo estado com mais praias reconhecidas nesta edição do programa.

As praias da capital que constam na lista são Prainha e Reserva, ambas na Zona Oeste. Fundador da Frente Parlamentar em Defesa da Prainha, o vereador Marcelo Arar comentou sobre a possibilidade do retorno da praia à lista.

“Acredito que até a entrega da bandeira, todos os critérios pré-estabelecidos serão cumpridos, então vamos receber a bandeira. A gente está a um passo desta grande vitória. A inclusão da Prainha e da Reserva nessa lista significa que o turismo do Rio vai ganhar ainda mais força, já que existe um público no mundo inteiro que procura visitar as cidades que têm esse selo de qualidade, esse controle ambiental, então contempla o turismo e também contempla o carioca, porque você está entregando para o cidadão um serviço público de qualidade em nível mundial. É bom para o carioca, para o turismo, para a economia e, claro, para o meio ambiente. A Frente Parlamentar e a Secretaria de Meio Ambiente estão caminhando juntos nessa conquista.”, disse Marcelo Arar.

Secretária municipal de Meio Ambiente e Clima do Rio de Janeiro, Tainá de Paula também exaltou o retorno das praias cariocas à lista.

“A gente fica muito feliz com a volta das certificações da Bandeira Azul nas praias da Prainha e Reserva. O Rio de Janeiro configura diversas vezes na lista das melhores praias do mundo e essas duas com certeza ajudam nesse processo. As obras de acessibilidade e conforto aos usuários dessas praias sempre foram prioridades para nossa gestão e é super bacana ver os frutos deste processo. Cabe ressaltar que ainda há mais duas praias que a gente vai brigar para certificar na próxima etapa do programa. O Rio de Janeiro merece esse destaque e esse esforço da nossa parte.”, destacou.

As outras praias fluminenses pré-selecionadas para receber o selo Bandeira Azul são Azeda/Azedinha e Forno, em Armação de Búzios; Pedras de Itaúna, em Saquarema; Pedras de Sapiatiba, em São Pedro da Aldeia; Peró, em Cabo Frio; Sossego, em Niterói; e Ubás, em Iguaba Grande.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui