Prefeitura compra 270 novos ônibus do BRT

A previsão é que os veículos, com capacidade mínima para 180 passageiros, sejam entregues entre novembro de 2023 e março de 2024

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução/Google

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), realizou nesta quinta-feira (17/11), no auditório da Procuradoria Geral do Município, a sessão pública do pregão eletrônico para a aquisição 270 novos articulados para o sistema BRT. A licitação foi dividida em cinco lotes e houve propostas para todos. Os vencedores que apresentaram os menores preços foram as empresas Marcopolo e Guanabara Diesel. A previsão é que os veículos, com capacidade mínima para 180 passageiros, sejam entregues entre novembro de 2023 e março de 2024. Ao todo, o município investirá R$ 864 milhões na compra dos ônibus.

Os próximos passos serão a homologação do resultado e a assinatura do contrato com os consórcios vencedores de cada lote, previstas para os próximos dias. Essa é a primeira compra de ônibus pela Prefeitura do Rio seguindo a determinação da nova norma ambiental Proconve P-8 (Euro VI), menos poluente, e que começa a vigorar a partir de 2023.

Com o resultado desta licitação, chega a 561 o número de ônibus comprados pela Prefeitura neste ano para a recuperação do sistema BRT. A SMTR realizou outras duas licitações em abril e maio para a aquisição de 291 novos veículos para o sistema, sendo 220 articulados e 71 ônibus do tipo padron. Os veículos já comprados nas licitações anteriores serão entregues até março de 2023.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Prefeitura compra 270 novos ônibus do BRT

Advertisement

Leia também

Estrangeiros LGBTQIA+ estão comprando todos novos imóveis de Ipanema – Bastidores do Rio

TransBrasil inicia operações neste sábado, da Penha ao Terminal Gentileza

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Quase R$ 1 bilhão! Não irá adiantar tal investimento se a prefeitura insistir nos velhos erros: falta de cuidado com a credibilidade do sistema de cobrança das estações, não pode haver evasão de tarifas, as tarifas devem ser suficientes para bancar os serviços, não deve haver populismo tarifário, combate implacável com o vandalismo e com os vândalos.

    Sem isto, estaremos apenas enxugando gelo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui