Prefeitura de Itaguaí faz parceria com a Marinha para plantar mais de mil mudas de Mata Atlântica no município

A iniciativa faz parte do programa Plantando o Amanhã, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Planejamento, e será realizada para garantir um local arborizado e com infraestrutura para se exercitar e fazer atividades ao ar livre

A Prefeitura de Itaguaí e a Marinha do Brasil firmaram parceria para plantar mais de 1.000 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica em uma área de cerca 10 mil metros quadrados, na região conhecida como Rodoférrea, no bairro do Piranema. A iniciativa faz parte do programa Plantando o Amanhã, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Planejamento, e será realizada para garantir um local arborizado e com infraestrutura para se exercitar e fazer atividades ao ar livre.

Para o prefeito, Rubem Vieira, é de extrema importância o reconhecimento da legislação ambiental municipal por um órgão federal.

“Quando vemos a Marinha do Brasil acatar o que está previsto no nosso código ambiental e, a partir daí, proporcionar a construção deste espaço para a população, temos a certeza de que estamos no caminho certo no trato das questões ambientais do nosso município. Os empreendedores precisam parar de olhar as leis ambientais como obstáculos. Dá para empreender, crescer e ser sustentável”, disse o prefeito, que recebeu o capitão-tenente (AA) Tony Habib Isaac, gerente-adjunto de Licenciamento Ambiental da Marinha, para firmar a parceria.

De acordo com a secretária municipal de meio ambiente, Shayene Barreto, esses espaços verdes são necessários e trazem inúmeros benefícios ao município.

“A falta de planejamento urbano é um dos grandes inimigos da preservação ambiental. A oportunidade de criar espaços verdes é maravilhosa e nos ajuda a buscar um equilíbrio para uma cidade mais sustentável. O prefeito Rubão tem buscado cada vez mais essa mudança. Os espaços verdes vão muito além de uma valorização visual. Eles reduzem os efeitos da poluição e dos ruídos, agem diretamente na redução da temperatura e na velocidade dos ventos, aumenta a qualidade de vida e bem-estar do ser humano e ainda podem servir de abrigo para animais silvestres que vivem nas cidades e acabam perdendo o seu espaço, como pássaros e macacos”, explicou Shayene Barreto.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui