Prefeitura demole 15 estruturas irregulares no Santa Marta, em Botafogo

A ação também desarticulou 13 ligações clandestinas de energia na região

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
As estruturas demolidas não tinham licença e ocupavam o passeio público - Prefeitura do Rio

A Prefeitura realizou, na manhã desta quarta-feira (21/6), uma operação de demolição e ordenamento dos acessos à comunidade Santa Marta, na Zona Sul do Rio. Foram removidos 15 módulos comerciais, fixos e móveis, construídos sem licença no passeio público da Ladeira Marechal Francisco de Moura. Também foram desligadas 13 ligações clandestinas de energia.

“Eram 15 construções totalmente ilegais que ocupavam a calçada de forma indevida. Era uma demanda dos moradores locais, que precisavam andar pela rua, justamente porque a calçada estava ocupada por essas construções. Não vamos permitir a ocupação irregular do espaço público. Seguiremos fazendo essas operações de demolições de construções irregulares, especialmente em áreas em que a população nos demande para que o espaço público seja liberado”, destacou o Secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

Segundo o subprefeito Flávio Valle, diversas denúncias e pedidos chegaram à Subprefeitura solicitando a remoção e a desobstrução das calçadas.

“As construções estavam ocupando todo o passeio público e as pessoas tinham que andar pelas ruas, no meio dos carros, por não poderem acessar as calçadas. Cumprimos os ritos necessários. Primeiro notificamos os estabelecimentos. Como nada foi feito, hoje voltamos com as equipes para remover as ilegalidades e liberar as calçadas para a circulação das pessoas”, disse o subprefeito.

Advertisement

Essa ação se dá por conta de recorrentes denúncias de moradores por meio do Canal 1746. Participaram da ação equipes da Rioluz, Comlurb, Secretaria de Conservação, Águas do Rio e Light.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Prefeitura demole 15 estruturas irregulares no Santa Marta, em Botafogo
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui