Prefeitura do Rio anuncia projeto da ‘Rua da Cerveja’ visando impulsionar o setor e revitalizar o Centro

Os imóveis e projetos interessados poderão se inscrever na sede da CCPar em um prazo de 30 dias corridos após a publicação do edital, a partir desta quinta-feira (21/09)

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Prefeitura do Rio

A cidade do Rio de Janeiro vai ganhar uma Rua da Cerveja. Esta iniciativa, liderada pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação, Chicão Bulhões, e pelo Presidente da Companhia Carioca de Parcerias e Investimentos (CCPar), Gustavo Guerrante, foi apresentada no Palácio da Cidade na última quarta-feira (20/09).

O objetivo do programa é revitalizar a tradicional Rua da Carioca, situada no Centro do Rio, transformando-a em um local repleto de fábricas de cerveja e brewpubs, onde a bebida é produzida, comercializada e consumida. E para atrair empresários para a área, a Prefeitura do Rio irá oferecer subsídios, seguindo o modelo bem-sucedido do programa “Reviver Centro Cultural”.

E funcionará da seguinte forma: um edital será aberto para os proprietários de imóveis interessados em alugar seus espaços e outro edital para selecionar as cervejarias interessadas em se estabelecer no local. O subsídio para reforma será de 1.000 por m² para reforma e de R$ 75 por m² para despesas mensais, considerando um teto para imóveis de até 200m². Os repasses mensais duram entre 30 e 48 meses.

Nessa caminhada aqui da Prefeitura do Rio, o ponto central é a recuperação da Região Central, porque tem toda a infraestrutura, tem capacidade de crescer. E além de ser o berço do país, é fundamental para a economia da cidade. Estamos aprovando incentivos, várias mudanças urbanísticas, para que possamos ver o Centro reviver e ver a sua retomada.” avaliou Chicão Bulhões.

Advertisement

O projeto também visa à preservação do patrimônio histórico, já que a maioria dos imóveis da Rua da Carioca é tombado pelo Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH) e pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac). A história desta via remonta ao Século XVII (1697), segundo o Inepac, com o nome atual originado em 1848, devido à proximidade com o Chafariz da Carioca. E apesar de seu comércio sempre vibrante, a pandemia causou o fechamento de cerca de 50% das lojas da proximidade.

O evento de lançamento do programa contou com a presença de diversas autoridades, incluindo os Secretários da Casa Civil, Saúde, Coordenação Governamental, Integridade, Transparência e Proteção de Dados, e Diversidade Religiosa, bem como os Subprefeitos do Centro e da Zona Sul, e a Presidente do IRPH.

De acordo com estimativas da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação (SMDEIS), o projeto “Rua da Cerveja” deverá movimentar R$ 222 milhões em quatro anos e gerar uma massa salarial de R$ 41,8 milhões no mesmo período, com a expectativa de criação de 500 novos empregos.

Um outro dado relevante é que Estado do Rio possui 120 cervejarias registradas, que oferecem quase 4 mil produtos e empregam mais de 5 mil pessoas. E a capital é a única do país a classificar a produção de cerveja como de baixo risco, para empreendimentos de até 200 metros quadrados, por conta da Lei de Liberdade Econômica (LLE) e ao Alvará a Jato.

Bruno Mansur, Sócio-Diretor da cervejaria Hocus Pocus, destacou a multiplicação de pequenas cervejarias em bairros como Botafogo, Lapa e Barra após a aprovação da LLE, o que antes era considerado impensável. Ele ressaltou a importância de proporcionar uma experiência completa aos consumidores e como isso impulsionou o crescimento da Hocus Pocus desde a inauguração de seu bar em 2016.

A multiplicação desse tipo de modelo de negócio é muito positiva para o setor e para a cidade do Rio de Janeiro, para que sejam identificados como um berço dessa revolução cervejeira. A gente inaugurou nosso bar em 2016 e vimos a diferença que faz ter um local onde você consegue transmitir a experiência completa para o consumidor.” analisou Mansur.

O Presidente da CCPar, Gustavo Guerrante, também enfatizou que o “Reviver Rua da Carioca” atrairá moradores para o Centro do Rio, contribuindo para a revitalização da área. A CCPar está envolvida na revitalização do Porto Maravilha, vizinho à região, onde estão sendo construídos sete novos empreendimentos residenciais e o projeto Porto Maravalley, em parceria com a SMDEIS.

O programa exige que as lojas inscritas estejam vazias e tenham fachada ou contato direto com a rua. As cervejarias interessadas devem produzir e comercializar seus rótulos, propor atividades e eventos envolvendo o público, e funcionar à noite e nos finais de semana. As inscrições de imóveis e projetos poderão ser realizadas na sede da CCPar, na Rua Sacadura Cabral 133, na Saúde, em um prazo de 30 dias corridos após a publicação do edital, disponível a partir desta quinta-feira (21/09), neste link (https://smdeis.prefeitura.rio/ruadacerveja/).

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Prefeitura do Rio anuncia projeto da 'Rua da Cerveja' visando impulsionar o setor e revitalizar o Centro
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui