Prefeitura do Rio e Stone investem em estudantes da rede pública com altas habilidades

A Secretaria Municipal de Educação e a Stone irão ampliar o projeto do Instituto Apontar que vai investir R$ 1,25 milhão em estudantes excepcionais

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Guilherme Oliveira / SME

A Secretaria Municipal de Educação do Rio e a Stone por meio do Stone Impacta, renovaram, neste sábado (01/07), o Projeto A+ de desenvolvimento integral para estudantes com altas habilidades da Rede Pública de Ensino do Rio de Janeiro. O Stone Impacta, desenvolvido pelo Instituto Apontar, vai investir R$ 1,25 milhão em seu apoio, um aporte 21% maior que o do ano anterior. O anunciou aconteceu em meio a um evento que contou com a presença de alunos agraciados, diretores de escolas, gestores da rede e convidados, no Museu do Amanhã.

“A união de forças entre a Secretaria Municipal de Educação do Rio, o Stone Impacta e o Instituto Apontar é uma parceria social grandiosa e já vitoriosa, que muito nos orgulha. É incentivo direto ao desenvolvimento integral para estudantes com altas habilidades da nossa rede. Só esse ano 325 estudantes serão beneficiados. Vida longa a essa colaboração em prol da educação e do futuro de nossas crianças”, afirmou Renan Ferreirinha, Secretário Municipal de Educação do Rio de Janeiro.

O anúncio foi feito durante o evento de conclusão do primeiro semestre, com a presença de 300 alunos atendidos, além do ator Hélio de La Penã, embaixador do Instituto Apontar.

O Stone Impacta possui duas principais frentes de investimento social. O empreendedorismo para a base da pirâmide e educação para altas habilidades. “As pessoas com altas habilidades têm potencial para impactar muito além de si mesmas, então, no longo prazo, a educação para esse público é mais uma ferramenta de transformação”, afirmou Clara Mazzarella, Head de Investimento Social e Sustentabilidade na StoneCo. e responsável pelo Stone Impacta.

Advertisement

O processo de seleção dos estudantes, realizado no ano passado, avaliou cerca de 15 mil alunos e identificou mais de mil crianças e adolescentes com traços de altas habilidades. E desde o seu lançamento, em março de 2022, já atendeu mais de 300 alunos, divididos em 15 turmas, contemplando 76 escolas e 54 bairros da cidade. Ao longo de um ano, o crescimento do número de alunos atendidos foi de 50% e os mais de 300 estudantes selecionados tiveram acesso a atividades em diferentes áreas, como literatura, inglês, matemática, além de habilidades socioemocionais, visando desenvolverem ao máximo suas capacidades.

Programa A+

O programa de enriquecimento curricular no contraturno escolar é voltado para jovens com altas habilidades. O objetivo é oferecer suplementação escolar para crianças com altas habilidades do Fundamental II da Rede Pública do Rio, diminuindo uma possível defasagem curricular e ampliando seu repertório para que eles tenham acesso a universidades.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima-se que 5% da população têm algum tipo de alta habilidade ou superdotação, porém apenas 20 mil são identificados no Brasil, número que corresponde a 1% do total de estudantes brasileiros com altas habilidades. E de acordo com a Teoria das Inteligências Múltiplas de Gardner, pessoas com altas habilidades apresentam desempenho excepcional em um ou mais dos oito tipos de inteligência: corporal, espacial, lógica, linguística, musical, interpessoal, intrapessoal e naturalista.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Prefeitura do Rio e Stone investem em estudantes da rede pública com altas habilidades
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui