Prefeitura do Rio inicia campanha de multivacinação em crianças e adolescentes

A campanha faz parte de um conjunto de iniciativas para estimular a imunização de meninas e meninos de 0 a 14 anos, até 15 de setembro, em todas as 238 salas de vacinação do município

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Edu Kapps/SMS

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio Janeiro (SMS) dá início nesta quarta-feira (23/08) à Campanha de Multivacinação para atualização das cadernetas vacinais de meninas e meninos de zero a 14 anos. A ação está integrada ao Vacina Rio que engloba um conjunto de iniciativas para estimular a imunização dos cariocas de todas as idades e em todas as regiões da cidade. A campanha vai até 15 de setembro nas 238 salas de vacinação do município.

A campanha tem como objetivo atualizar as cadernetas de vacinação de crianças e adolescentes, de acordo com o calendário básico preconizado pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), aumentando a cobertura vacinal desse público e reduzindo assim o risco de transmissão de doenças imunopreveníveis. Serão cerca de 20 diferentes vacinas disponíveis e a estimativa é de que mais de 1,1 milhão de crianças e adolescentes estejam elegíveis à atualização da caderneta. O dia D da campanha será em 2 de setembro, um sábado, quando centenas de pontos extras de vacinação estarão espalhados por toda a cidade, para facilitar o acesso da população.

“Graças às rotinas de imunização que temos no país, várias doenças imunopreveníveis foram eliminadas ao longo dos anos. Mas, se as coberturas vacinais caem, como temos observado nos últimos tempos, nossas crianças ficam vulneráveis e as doenças podem voltar. Nós fazemos uma convocação a todos os pais e responsáveis, para que levem seus filhos nas idades indicadas a um posto de saúde, para verificação da situação vacinal e atualização das cadernetas” diz o Secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz.

A SMS recomenda que pais e responsáveis levem aos postos a caderneta de vacinação da criança e do adolescente ou algum outro comprovante da situação vacinal, para que sejam avaliados pelas equipes de saúde e eventuais doses que não tenham sido feitas na época indicada possam ser aplicadas.

Advertisement

As vacinas disponibilizadas serão BCG, Pentavalente, Pólio Inativada (VIP), Pólio Atenuada (VOPb), Pneumocócica 10, Meningocócica C, Meningocócica ACWY, Tríplice viral, Tetra viral, DTP, HPV e as contra Febre aAmarela, Hepatite B, Hepatite A, Rotavírus, Varicela, Influenza e Covid-19 (bivalente), entre outras. E caso haja indicação, as vacinas necessárias para atualização poderão ser aplicadas simultaneamente.

A vacinação poderá ser realizada nas 237 unidades de Atenção Primária (Clínicas da Família e Centros Municipais de Saúde), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e no Super Centro Carioca de Vacinação, em Botafogo, que funciona de domingo a domingo, das 8h às 22h. As unidades que funcionam com horário estendido e aos sábados podem ser consultadas na plataforma Onde Ser Atendido (http://www.rio.rj.gov.br/web/ sms/onde-ser-atendido). Em caso de dúvidas, os pais ou responsáveis devem procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência para informação, orientação e avaliação clínica da criança.

União de Esforços Pela Imunização

O Vacina Rio é uma grande mobilização para incentivar a vacinação e recuperar as coberturas vacinais, que envolve diversos setores, como educação e transportes, e engloba diversas iniciativas para ampliar as coberturas de todos os cariocas, independentemente da idade. Além da campanha de comunicação, as ações também contam com parcerias com diversos setores, público e privado, alcançando dessa forma diferentes públicos em várias regiões da cidade.

Uma das ações é o Programa Vacina na Escola, que leva os imunizantes às crianças e adolescentes em quase 2 mil escolas e creches públicas e também para as particulares que desejarem participar. E com autorização dos pais, os alunos têm as cadernetas verificadas e, os que precisarem, são vacinados.

A SMS também faz buscas ativas das crianças com vacinas atrasadas com o auxílio do GeoVacina Rio, uma ferramenta que permite georreferenciar a cobertura vacinal das regiões da cidade e identificar até as localidades onde estão as crianças com situação vacinal em atraso. A partir do cruzamento dos dados dos prontuários eletrônicos de cada unidade básica, o sistema rastreia as crianças com doses em atraso e gera um alerta para as equipes de saúde com o número do prontuário daquelas crianças.

E a partir disso, as equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) podem levantar no sistema os prontuários e os endereços das residências das famílias, para fazer a atualização das cadernetas de vacinação.

A Secretaria de Saúde também já realizou parcerias com as organizações de grandes eventos, concessionárias de transporte (Metrô e SuperVia), aeroportos, shoppings, clubes, universidades, entre outros, sempre com o intuito de levar as vacinas a locais de grande circulação de pessoas, ampliando a cobertura e a proteção da saúde da população carioca.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Prefeitura do Rio inicia campanha de multivacinação em crianças e adolescentes
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui