Prefeitura do Rio investe R$ 348 milhões na cultura do município

Do total a ser investido, R$ 287 milhões, ou seja, 80% do valor, é proveniente dos cofres públicos. O restante vêm das leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Bondinho e o Pão de Açúcar visto do Morro da Urca - Foto: Alexandre Macieira/Rio CVB

A cultura da cidade do Rio de Janeiro foi contemplada com um plano de investimento histórico: o “Viva Cultura Carioca“, que receberá o aporte de R$ 348 milhões da Prefeitura para a aplicação em 10 projetos desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Cultura, com base nas demandas de produtores culturais e da população.

“Quero destacar a importância do setor cultural como um ativo econômico da cidade do Rio de Janeiro. Quando falamos que essa cidade tem uma enorme capacidade de inovar, criar e de construir uma identidade nacional é por levar em conta a produção cultural que nós temos aqui no Rio. Quero mais uma vez renovar o nosso compromisso com o setor e dizer que é uma enorme honra e prazer ver o povo da cultura de novo animado e mobilizado. Viva a cultura carioca”, afirmou Eduardo Paes (PSD).

Do montante a ser investido, R$ 287 milhões, ou seja, 80% do valor, é proveniente dos cofres públicos. O restante é oriundo de repasses da Lei Paulo Gustavo e da Política Nacional Aldir Blanc de Fomento à Cultura.

Durante o lançamento do programa, o prefeito do Rio explicou que uma fração desses repasses só deve ser destinada à cidade em agosto. Pelas regras do programa, segundo Paes, R$ 13 milhões devem, obrigatoriamente, ser investidos na área audiovisual, através da Riofilme.

Advertisement

Leia também

Pedro Paulo cada vez mais certo como vice de Eduardo Paes – Bastidores do Rio

10 coisas que só quem anda de ônibus no RJ vai entender

Os 10 programas a serem contemplados com os recursos têm como base a territorialização e a democratização da cultura, de acordo com o secretário municipal de Cultura, Marcelo Calero (PSD).

“Com a territorialização das políticas culturais, garantimos que o investimento vai chegar nas regiões da cidade que mais precisam ser estimuladas. O Rio tem uma vantagem porque a opção cultural acontece com potência e diversidade. Mas sabemos que há determinados bairros que precisam de uma alavancagem mais forte do poder público”, disse Calero.

O Pró-Carioca, Programa de Fomento à Cultura Carioca, é um dos projetos do pacote. Ele prevê que 40% das verbas acima de R$ 300 mil sejam direcionadas às Zonas Norte e Oeste da cidade, com exceção da Barra da Tijuca, favelas da Zona Sul e do Centro.

“É uma forma de democratizar o acesso ao dinheiro público, para que outros lugares da cidade também recebam investimentos. Na maioria das vezes, infelizmente, as empresas investem mais nas áreas de eventos voltados para a Zona Sul e para a Barra da Tijuca. Quando se tem esse tipo de planejamento da Prefeitura, há uma democratização do acesso. Mais pessoas das periferias, das zonas Norte e Oeste poderão participar”, destacou Renê Silva, fundador da Voz das Comunidades, no Complexo do Alemão.

As informações são do jornal O Dia.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Prefeitura do Rio investe R$ 348 milhões na cultura do município

Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Prefeitura do Rio investe R$ 348 milhões na cultura do município
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui