Prefeitura do Rio lança ‘Velha Guarda do BRT’

O projeto conta com a fiscalização de pessoas idosas para sensibilizar a população sobre o uso consciente do serviço do BRT

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Beth Santos/Prefeitura do Rio

A Secretaria do Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida em parceria com a Mobi-Rio e a Secretaria de Transportes, lançou, nesta quarta-feira (05/07), o projeto “Velha Guarda do BRT” com o objetivo de contar com as pessoas idosas para sensibilizar a população sobre o uso consciente do serviço nos corredores da Transolímpica e Transcarioca, ambos 100% operados com ônibus da nova frota.

“Esse é um esforço para fortalecermos cada vez mais o espírito de cidadania, a compreensão de que as coisas não são da prefeitura, elas são da população. Eles vão atuar alertando as pessoas, chamando a atenção, obviamente sem um papel de polícia, do BRT Seguro, de multar, mas sim com um papel de conscientização. Isso vale não só para o BRT, mas para toda a cidade. A prefeitura paga as coisas com o dinheiro do imposto da população. Se as pessoas não cuidam o dinheiro deixa de ser gasto em outras funções da administração para serem gastos em consertos” afirmou o Prefeito Eduardo Paes.

A Velha Guarda do BRT vai interagir com os usuários para conscientizá-los e fazer com que reflitam sobre a preservação do bem público. Com isso, acredita-se que as práticas que causam prejuízos à cidade e aos passageiros sejam mais inibidas. A Velha Guarda do BRT também vai auxiliar no embarque e desembarque de grupos prioritários e, com isso, contribuir para o exercício da cidadania.

“Já estamos transportando 328 mil passageiros em dias úteis. Então, é importante que a Prefeitura ofereça um transporte com qualidade e segurança, e as pessoas exerçam o direito de cidadania, preservando o bem público. Acredito que o diálogo com a população será excelente, pois a Secretaria de Envelhecimento Saudável teve a preocupação de conciliar idosos que morassem perto das estações” disse a Presidente da Mobi-Rio, Claudia Secin.

Advertisement

A primeira fase contará com 44 agentes, em 12 estações, que atuarão em dupla nos seguintes horários: das 8h às 10h, das 13h às 15h e das 15h às 17h. Serão 36 mulheres e 8 homens com idade média de 68 anos. “Esses idosos que vão prestar esse serviço, trazendo sua experiência e sabedoria, vão interagir com os usuários do BRT para evitarmos a depredação do patrimônio público. Ter a contribuição dos nossos idosos nesse projeto me deixa muito feliz”, declarou o Secretário de Envelhecimento Saudável, Junior da Lucinha.

A Velha Guarda do BRT será composta por participantes do programa Agente Experiente, um projeto social de transferência de renda da Secretaria do Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida que reconhece a experiência da pessoa idosa, fortalece a autoestima e favorece a socialização. O beneficiário recebe o valor de R$ 350 e em contrapartida dedica 12h semanais em apoio aos serviços públicos.

Em abril, os idosos realizaram a primeira reunião, quando foi apresentado o projeto e quais seriam as atribuições de cada um. A capacitação contou com dinâmicas em grupo e participação no II Seminário de Combate ao Etarismo. Na última semana, os Agentes Experientes se reuniram de novo para receber os kits, uniformes e atualizações sobre o projeto.

“As pessoas têm acompanhado os problemas de vandalismo no BRT, algo que já melhorou muito. Mas achamos que essa ação de cidadania vai ser ainda melhor para conscientizar as pessoas sobre o cuidado, a limpeza desse patrimônio que é do carioca”, afirmou a Secretária de Transportes, Maína Celidonio.

A segunda fase deste programa está prevista para ser realizada até dezembro, com cerca de 60 Agentes Experientes, em 16 estações de BRT.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Prefeitura do Rio lança 'Velha Guarda do BRT'
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui