Prefeitura do Rio paga aluguel social a vítimas de desabamento no Jacarezinho

Subprefeitura da Zona Norte e Secretaria de Habitação entregam Auxílio Habitacional Temporário a famílias que tiveram casas destruídas pela chuva do último sábado, 12/11

Foto: Divulgação/Subprefeitura da Zona Norte

A Prefeitura do Rio confirmou nesta segunda-feira, (14/11), o pagamento do Auxílio Habitacional Temporário (AHT) a cinco famílias que tiveram suas casas destruídas por causa do desabamento de um imóvel de três andares em razão das fortes chuvas do último sábado, (12/11).

Numa ação coordenada pela Subprefeitura da Zona Norte, e executada pela Secretaria de Habitação (SMH), 400 reais serão oferecidos às famílias até que  sejam contempladas com moradias do Programa Casa Verde e Amarela, do Governo Federal. O valor é de terminado pelo Decreto 44.637, de 18 de junho de 2018.

“Amparar rapidamente essas famílias num momento de dificuldade era nosso maior objetivo. Por isso a Prefeitura agiu de forma célere. Contamos com um diálogo maior com o governo federal para que haja maior investimento em política habitacional, pois estamos com um déficit muito alto nesse aspecto”, comentou o subprefeito Diego Vaz.

O secretário de Habitação, Gustavo Frue, informou que seguirá monitorando a situação das famílias e vai providenciar a inscrição delas nos programas sob a responsabilidade de sua pasta.

“Vale ressaltar que a Secretaria Municipal de Habitação agiu de maneira imediata, prestando apoio no local, através do nosso trabalho técnico social, orientando as famílias e recebendo as demandas. O Auxílio Habitacional Temporário é uma alternativa rápida e um primeiro apoio em casos como esse. Estamos atuando no local, com técnicos, na análise da situação dessas famílias afetadas, bem como prestando amparo, cadastrando-as nos programas englobados pela SMH”, disse o secretário.

Foto: Divulgação/Subprefeitura da Zona Norte

Além do aluguel social, as famílias receberam do governo municipal o cartão Protege SUAS para compra de alimentação e materiais de higiene. Cada cartão disponibiliza 250 reais. “Nosso atendimento socioassistencial constatou que era fundamental o apoio institucional”, afirmou a secretária de Assistência Social (SMAS), Maria Domingas Pucú.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui