Prefeitura do Rio vai construir cinco novos terminais do BRT Transoeste

O projeto pretende reconstruir a infraestrutura dos sistemas BRT em Magarça, Santa Cruz, Mato Alto, Pingo D’Água e Curral Falso; as obras vão custar ao todo cerca de R$ 180 milhões de reais

Foto: Divulgação

Dando continuidade ao plano de recuperação do sistema BRT no Rio de Janeiro, a Prefeitura do Rio vai construir cinco novos terminais do BRT Transoeste em: Magarça, Santa Cruz, Mato Alto, Pingo D’Água e Curral Falso. Realizadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, as obras dos terminais Magarça, Santa Cruz e Mato Alto terão início ainda esse ano. Já dos terminais Pingo D’água e Curral Falso a licitação está marcada para meados de novembro. O projeto de construção dos cinco terminais vai custar ao todo cerca de 180 milhões de reais.

 O novo Terminal Pingo D’Água vai substituir a estação do mesmo nome com integração entre os ônibus alimentadores e vans oriundos da Estrada da Pedra e Avenida Dom João VI. Serão realizadas melhorias no sistema viário e de drenagem no entorno do novo terminal. Em virtude do alto tráfego de bicicletas na região de Guaratiba, um estacionamento exclusivo será implementado nas proximidades do terminal para que a população tenha um local seguro para guardar até 600 bicicletas.

Para a implantação do Terminal Curral Falso, a antiga estação, que leva o mesmo nome, será demolida. Serão construídos uma passarela de acesso ao novo terminal e um terminal alimentador que fará a integração entre os ônibus e vans vindos da Estrada de Sepetiba e Avenida Cesário de Melo. Também serão realizadas melhorias no sistema viário e de drenagem no entorno e a instalação de um bicicletário para 400 bicicletas.

Foto: Divulgação

Jessick Trairi, secretária de Infraestrutura, explica que as obras ampliaram os espaços futuros terminais. “A área da estação Pingo D’ Água vai ter 17 mil metros quadrados, hoje são apenas 2 mil metros quadrados. O acesso se dará por uma nova praça que estamos construindo. Outra mudança será no Curral Falso que passará de 300 metros quadrados para 16 mil metros quadrados. Esse terminal será estratégico principalmente porque receberá passageiros do eixo das estações do BRT da Cesário de Mello”, conclui Trairi.

Obra dos terminais Mato Alto, Magarça e Santa cruz serão iniciadas ainda esse ano

O Terminal Mato Alto será integrado por dois novos terminais de ônibus e vans. Para isso, será construída uma passarela que irá receber usuários tanto de Sepetiba como Campo Grande. O projeto ainda prevê a construção de dois viadutos, além de retornos para os veículos comuns. Um bicicletário com capacidade para 250 bicicletas também será implantado no local.

O projeto das obras do Terminal Magarça prevê a implantação de mais um módulo com características técnicas idênticas à estação existente. O objetivo é trazer mais conforto aos usuários, garantindo a distribuição dos usuários no interior do novo terminal e nas suas duas áreas de acesso. Além da construção de um novo módulo, haverá a construção de um novo terminal alimentador de ônibus e vans vindo pela Estrada do Magarça, e modificações para ampliação do sistema viário da Avenida Dom João VI (Américas). O novo Terminal Magarça também irá contar com um estacionamento exclusivo para 250 bicicletas.

Assim como as obras do Terminal Magarça, o projeto do novo Terminal Santa Cruz prevê a expansão da estação existente, criação de pistas exclusivas para o BRT e modificações no sistema viário das ruas Felipe Cardoso, Barão de Laguna e Dom Pedro I. Um bicicletário para 200 bicicletas também será construído no local.

Foto: Divulgação

Retorno Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, vai ganhar obras de alargamento

Além da construção dos cinco novos terminais, nos próximos dias a Prefeitura do Rio vai dar início, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, às obras de adequação viária em retornos da Avenida das Américas, na Barra da Tijuca. A operação de alargamento está prevista para acontecer nos retornos junto à estação do BRT Bosque da Barra, entre o shopping Rio Design e a estação do BRT Américas Park e entre as estações do BRT Benvindo de Novaes e Nova Barra. Os serviços fazem parte das obras de substituição do pavimento, com recuperação estrutural do corredor Transoeste. A ação teve início em julho.

 Ao longo de um ano e meio, a Infraestrutura fará a substituição do asfalto da calha por onde passam os ônibus do BRT Transoeste por concreto. Os serviços foram iniciados em dois trechos: na Avenida das Américas, próximo à Cidade das Artes, no trecho entre o Terminal Alvorada e a Estação do BRT Bosque da Barra, e após o túnel Vice-Presidente José Alencar, entre as estações Embrapa e Cetex. Nesses trechos, os veículos são desviados da calha para que possa ser feita a fresagem e a preparação para colocação do concreto. Os investimentos da Prefeitura ultrapassam R$ 235 milhões.

Advertisement

6 COMENTÁRIOS

  1. ALGUÉM, FALA POR FAVOR AI COM A PREFEITURA PARA, PRIMEIRO RESOLVER AS MERDAS QUE NÃO FUNCIONAM, CAMELÔS DENTRO DAS COMPOSIÇÕES, PORTAS QUE NAO FECHAM, TODAS DIGO TODAS SEM AR CONDICIONADO, ESTAÇÕES ABANDONADAS E SUCATEADAS, VARIOS TRECHOS SE SEREM TERMINADOS, QUANDO ELE RESOLVER ISSO TUDO AI PODE PENSAR EM CONSTRUIR MAIS ESTAÇÕES DESTA BOSTA DE BRT.

    BRT É UMA ILUSAO PURA.

    EM CURITIBA AS COMPOSIÇÕES SÃO AS MESMAS DAQUI E TODAS EM ÓTIMO ESTADA DE CONSERVAÇÃO, AQUI TEMOS ESSAS TRALHAS.

  2. E quando apresentarão o projeto do terminal de ônibus auxiliares do BRT Jardim Oceânico. Uma calçada de $8000000 de reais, com muito concreto e aço de origem duvidosa cobrindo parte de um canal que despeja esgoto do Jardim Oceânico no início. Do canal do Marapendi. O TAL Terminal está totalmente abandonado sem iluminação, com muitos moradores de rua e drogados dormindo embaixo da marquise enferrujada. Depois de interesses terem removido esse terminal da Praia dos Amores e abandonado na Av. NUTA JAMES sob o comando do mandato de Eduardo Paes que tenta se apossar de terras da União desde 1989 quando ainda assessor de Guaraná derrubou construções ilegalmente, tendo que pagar com os cofres da Prefeitura, os prejuízos causados aos verdadeiros e documentados proprietários da posse. Uma vergonha na saída do Metrô Jardim Oceânico. Uma vergonha para os moradores que pagam altíssimo IPTU e vivem em uma verdadeira Zona Far Oeste !! A cara do já famoso projeto super faturado do BRT. VERGONHA DO RIO DE JANEIRO. PESQUISEM.

  3. Quero muito ver o funcionamento dessas novas ‘ linhas’ . Espero que com esssas mudanças possamos ter uma melhora real no deslocamento pois sabemos o quanto a zona oeste sofre. Aquele pedaço ali na nova sepetiba , em frente as escolas do amanhã nos leva a perder em torno de 25 minutos devido ao congestionamento . No curral falso a situação também é caótica. Sepetiba então, é desesperador ! Quando tem blitz ,ninguém chega a Campo Grande! Precisamos ter opções e não continuar reféns dessa enorme carência de transportes. A ida para o trabalho e um desafio constante ! Sepetiba precisa ser agraciada com mais transporte .

  4. A quem recorrer!?
    O BRT da zona oeste funciona precariamente.
    Estações quebradas, vandalizadas, imundas.
    SUPERLOTAÇÃO nos veículos.
    Os veículos sempre quebrados , vários ao longo da via. HÁ NECESSIDADE DE POLICIAMENTO NAS ESTAÇÕES como no METRÔ.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui