Prefeitura interdita boate na Lapa após denúncias de estupro

A Seop destacou que o local permanecerá fechado durante as investigações policiais

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

A boate Portal Club, localizada na Lapa, foi interditada na noite de quinta-feira (04/02) pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), após denúncias de estupro envolvendo duas mulheres dentro do estabelecimento.

A medida preventiva foi tomada visando preservar a segurança e a ordem pública, conforme informou a Seop, que também destacou que o local permanecerá fechado durante as investigações policiais.

O Corpo de Bombeiros já havia identificado irregularidades na boate, pois ela não possuía o Certificado de Vistoria Anual (CVA), necessário para garantir a segurança contra incêndios e pânico.

A Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) do Centro realizou uma perícia na casa na quarta-feira (030/4), e os proprietários entregaram as imagens das câmeras de segurança, fornecendo pistas sobre um dos suspeitos.

Advertisement

As denúncias de estupro surgiram após uma universitária estrangeira de 25 anos relatar ter sido vítima de estupro coletivo no dark-room da boate, ocorrido no último domingo (31/04). Posteriormente, outra mulher afirmou ter sido violentada na mesma boate em novembro do ano passado.

Em resposta às acusações, a Portal Club emitiu uma nota repudiando veementemente o crime e declarando seu compromisso com a investigação, desejando que os responsáveis sejam devidamente punidos e reforçando sua posição contra qualquer forma de intolerância, opressão ou violência contra as mulheres.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Prefeitura interdita boate na Lapa após denúncias de estupro
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui