Prefeitura do Rio marca licitação das barcas das lagoas da Barra e de Jacarepaguá

A estimativa é que o investimento total seja de R$ 100 milhões pela concessão de 25 anos. A prefeitura prevê que sejam transportados 80 mil passageiros por dia, com passagens custando R$ 4,30

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Protótipo de estação das barcas nas lagoas da Barra — Foto: Reprodução

Nesta segunda-feira (03/06), a Prefeitura do Rio de Janeiro publicou no Diário Oficial o edital da concessão das barcas das lagoas da Zona Oeste, interligando Barra da Tijuca, Jacarepaguá e Recreio dos Bandeirantes. Os interessados devem entregar as propostas no dia 4 de julho.

A previsão é que 16 linhas conectem áreas como Jardim Oceânico, Muzema, Rio das Pedras, Anil e Gardênia Azul, pela Lagoa da Tijuca; Bosque Marapendi, Ponte Lucio Costa e Avenida Ayrton Senna, pela Lagoa de Marapendi; e Avenida Salvador Allende e Parque Olímpico, pela Lagoa de Jacarepaguá. O atual edital estabelece que, dos 29 terminais, 5 devem ser de grande porte, com capacidade para 1.000 passageiros por hora

A estimativa é que o investimento total seja de R$ 100 milhões pela concessão de 25 anos. A prefeitura prevê que sejam transportados 80 mil passageiros por dia. A passagem será igual à tarifa dos ônibus municipais, de R$ 4,30.

Advertisement

A 1ª concorrência pública para selecionar a empresa responsável por instalar e operar o transporte aquaviário no Complexo Lagunar da Zona Oeste do Rio foi realizada em março, pela Companhia Carioca de Parcerias e Investimentos (CCPar), da prefeitura, mas não teve interessados.

Também nesta segunda-feira, a Secretaria de Coordenação Governamental anunciou que a licitação das barcas entre os aeroportos Santos Dumont e Galeão foi adiada indefinidamente. Os envelopes deveriam ser entregues na próxima quinta-feira (06//06), e 3 grupos já tinham manifestado interesse.

O projeto previa barcas elétricas com capacidade para até 100 passageiros em um trajeto de 35 minutos entre os terminais. Como o Galeão não tem ligação direta com a Baía de Guanabara, ônibus fariam o caminho do píer até o aeroporto. A passagem não deveria custar mais de R$ 20.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Prefeitura do Rio marca licitação das barcas das lagoas da Barra e de Jacarepaguá
Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Muitas coisas cabulosas a serem desenterradas…..pra mim é claro q se não libertar das mãos do crime, seja milícia ou tráfico, as localidades da CDD, Anil, Gardênia, Rio das Pedras e Muzema, dificilmente vai ter interessados em correr certos riscos…..essa área tinha tudo ora ser aprazível e bem urbanizada. Tem ptencial pra ser um tipo de Veneza e Giethoorn….deveria haver um grande projeto urbanístico e de desenvolvimento e ascensão social, mais saneamento em todo o entorno das lagoas e nas margens dos rios q as alimentam desde de suas origens nos maciços! A ponta do Anil poderia ser uma estação ecológica educacional, de revitalização da fauana e comtemplação com belos decks! Há espaço tbm para escolas de regatas para jovens locais!

  2. Algo muito errado nesse negócio. A dragagem das lagoas seria feita para as olimpíadas, estamos falando de 2016, na época, chegou a ser licitado e o valor da obra, que foi disponibilizado e depois (logico), sumiu era de 673 milhões. Pergunto: como essa mesma obra será feita hoje com 250 milhões?
    Se as embarcações desse projeto forem movidas com motor a combustão, esse negócio não para de pé.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui