Prefeitura vistoria obras de Clínica da Família no Chapéu Mangueira e da Babilônia, no Leme

Com a 331,43 m² , a estrutura funcionará nas proximidades da quadra esportiva local e contará com consultórios, farmácias e área administrativa

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Equipe da Saúde mostra projeto da futura clínica da família no Chapéu Mangueira-Babilônia/ Foto: Edu Kapps (Prefeitura do Rio)

Um unidade da clínica da família está em construção nas favelas do Chapéu Mangueira e da Babilônia, no Leme, no âmbito do programa Morar Carioca. A unidade ficará nas proximidades da quadra de esportes da área. Cinquenta e duas unidades habitacionais também sendo construídas no Chapéu Mangueira. As obras foram vistoriadas pela Prefeitura, por meio das secretarias de Habitação e de Saúde.

Presente à cerimônia que aconteceu nesta quinta-feira (12), o prefeito Eduardo Paes (PSD) afirmou:“A nova clínica era um pedido dos profissionais, que precisavam de melhores condições de trabalho. Vamos mudar essa realidade e dar a eles condições satisfatórias”.

A nova clínica da família ocupará 331,43 m² na entrada das duas favelas e poderá ser acessada pela Ladeira Ary Barroso. A estrutura contará com consultórios, farmácias e área administrativa. Espaços de salas já existentes no Centro Municipal de Saúde (CMS) Chapéu Mangueira-Babilônia, onde a população é atendida atualmente, serão readequados para as novas instalações.

“A clínica vai ter dois pavimentos, será preservada a cozinha solidária. O prédio vai ter, entre outros espaços, uma sala de vacina, três consultórios, sala de curativo e ainda um local para os agentes comunitários. É um sonho antigo que será entregue à população”, explicou o secretário de Saúde, Daniel Soranz (PSD).

Advertisement

O CMS Chapéu Mangueira-Babilônia funciona em espaço cedido pela associação de moradores local, que não permite ampliação. Além disso, por conta da sua localização, o acesso de ambulâncias ao equipamento para a transferência de pacientes é inviável. No local, os moradores do Chapéu Mangueira e Babilônia são atendidos por duas equipes da Estratégia Saúde da Família, com 100% de cobertura. Atualmente, o CMS conta com 4.390 moradores com  cadastro ativo.

“Vamos ter uma clínica da família em local estratégico, sem perder a área de lazer. Esse é o ganho para a comunidade, que vai ter a área de lazer, a clínica, o conjunto habitacional, a cozinha solidária e toda essa área de convivência para a população”, explicou o secretário de Habitação, Patrick Corrêa.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Prefeitura vistoria obras de Clínica da Família no Chapéu Mangueira e da Babilônia, no Leme
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui