Foto: Divulgação Viradão Cultural Suburbano

O subúrbio carioca, área da cidade rica em manifestações culturais, se prepara para receber neste final de semana, a primeira edição do Viradão Cultural Suburbano. Espalhado por diversas regiões da cidade, o evento ocorrerá entre as tardes dos dias 9 e 10 de novembro. No total, serão 36h seguidas de atrações gratuitas.

Idealizado, produzido e custeado de forma totalmente colaborativa, a iniciativa, que tem a intenção de levar arte, cultura, lazer e entretenimento à população carioca , reunirá apresentações de música, teatro, dança, artes plásticas, gastronomia, moda, literatura e uma série de outras apresentações artísticas.

Serão dezenas de apresentações, desenvolvidas e apresentadas por artistas atuantes nos subúrbios da cidade, que se revezarão em palcos distribuídos por Bento Ribeiro, Cascadura, Madureira, Oswaldo Cruz e Rocha Miranda e muitas outras localidades.

O objetivo da Viradão, segundo a organização do festival, é mais do que simplesmente ocupar ruas e praças com atrações gratuitas, mas também dar visibilidade à potencialidade criativa dos moradores dos subúrbios, como forma de contestar a lógica fomentada por narrativas que associam essas localidades quase que única e exclusivamente a lugares marcados pela carência e violência.

Além de ingressar no calendário cultural oficial da cidade, o evento promete fomentar discussões importantes para a vida urbana, como utilização do espaço público, acessibilidade e diversidade.

Um dos idealizadores do Viradão Cultural Suburbano, o historiador Rafael Mattoso, que há duas décadas se dedica a estudos sobre o subúrbio carioca, diz que a ideia nasceu de uma reunião do grupo “diálogos suburbanos”, que semanalmente, debate aspectos sobre a cultura, história e a memória dos subúrbios.

Tivemos essa ideia a mais ou menos dois meses atrás, sem nenhum tipo de incentivo, patrocínio, seja ele de órgão público ou privado. Fomos chamando as pessoas, somando forças, dando forma ao projeto e isso tudo tomou uma proporção muito maior do que a gente esperava. Tivemos a inscrição de mais de 170 artistas, conseguimos abrir frente em 19 bairros do subúrbio e a gente não tem um responsável exclusivo pela organização. É sempre um coletivo que se junta para organizar em qual área pode atuar“, conta o historiador, que lançará o livro Diálogos Suburbanos – Identidades e lugares na construção da cidade.

O Viradão Cultural Suburbano, uma campanha de financiamento coletivo em andamento na internet.

Para mais informações sobre a programação, basta acessar a página do Viradão Cultural Suburbano no Facebook.

Programação:

Sábado

Shopping Days (Av. Ministro Edgard Romero, 244 – Madureira)

9h – Roda de Conversa: Como cuidar da nossa saúde mental?
10h – Voz e violão
13h – Roda de Conversa: O Genocídio da Juventude Negra
15h – Voz e violão
Baticum Butiquim (Rua Uruguai, 35 – Andaraí)

17h – Roda de Samba
Círculo Laranja (Rua Álvares Cabral, 505 – Cachambi)

9h – Feira Agroecológica
10h – Debate: Matrizes energéticas, autonomia e sustentabilidade
Parque Madureira (Rua Soares Caldeira, 115 – Madureira)

10h – Debate: Escolas de Samba e suas relações com a religiosidade
13h – Debate: Cultura Suburbana e Roda de Leitura Infantil no Quiosque Moo
15h – Desfile de Quadrilhas Infantis e Projeto Mestre Sala e Porta Bandeira
17h – Apresentação da Inocentes da Caprichosos e Coração Batuqueiro
18h – Apresentação do Bloco O Baile Todo, Roda de Hip Hop e Morgado (Banda 1 KG)
Suburbô (Rua Sidônio Paes, 119 – Cascadura)

11h – Roda de conversa: Subúrbio, território inventivo, com Matheus Carvalho, Karoline Duarte e Taty Maria
13h – Roda de conversa com Bruno Rico e Leandro Leal: Onde a Coruja Dorme?
15h – Roda de conversa com Luiz Antônio Simas e Vitor Almeida: Boteco, patrimônio e memória

Clube dos suboficiais e sargentos da Aeronáutica – Palco Tia Surica (Av. Ernani Cardoso, 183 – Cascadura)

13h – Roda de Samba em Homenagem a Tia Surica com várias convidados especiais.
Barreira do Vasco

13h – Apresentação de Banda Gospel e de Rock
15h – Show de Violão e Voz, Teatro, Dança
17h – Poesia, Literatura Infantil e Hip Hop
Praça Paulo da Portela – Palco Xandu e Rubens Santana (Oswaldo Cruz)

18h – Esquenta da Virada com o Agbara Dudu – Várias atrações
Império Serrano – Palco Mestre Milanez

21h – Show do Viradão Bloco D’água, Herdeiros, Marrone Voz e Violão, Banda Sangue Rasta, Bigulido do Monobloco, Lúcio Mauro e Convidados, Jeca São Five, Humberto Assumpção, DJ Mohamed, Gabriel, Encontro Percusssivo, Neco Trindade e Banda Relembrar.

Domingo

Portela – Palco Mestre Darcy e Tia Maria (Rua Clara Nunes, 81 )

8h – Ato contra o racismo, com a participação de várias lideranças religiosas
9h – Café da manhã coletivo, servido pelo MST
10h – Feira agroecológica
11h – Roda de Choro com o Coletivo 100% Suburbano
Casa do Jongo (Rua Compositor Silas de Oliveira – Madureira)

Das 10h às 17h – Mesa de trabalhos acadêmicos: História e Sociabilidades. Fala de abertura com as professoras Ana Paula Alves Ribeiro e Sandra de Sá Carneiro, da UERJ e encerramento com palestra com os pesquisadores Luiz Antônio Simas e Rodrigo Faour sobre identidade musical suburbana.
13h – Feijoada musical

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui