Processo capaz de tornar resíduos das indústrias e esgoto menos poluentes é desenvolvido na Uerj

Técnica que remove 100% o nitrogênio amoniacal das águas, em uma velocidade pelo menos três vezes mais rápida que os métodos utilizados até então

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Imagem Google Street view

Estudos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) desenvolveram uma técnica que remove 100% o nitrogênio amoniacal das águas, em uma velocidade pelo menos três vezes mais rápida que os métodos utilizados até então. As pesquisas foram desenvolvidas pela doutora Camylle Scheliga e a doutoranda Letícia Bignon sob a orientação da professora Mônica Calderari, do Instituto de Química da Uerj e da química Claudia Teixeira, do Instituto Nacional de Tecnologia.

Normalmente, o poluente é removido por meios químicos, ou por processos biológicos complexos, que demandam tempo, são caros e não asseguram a remoção total na água residual. Calderari explica que a inovação das pesquisas está na utilização de microalgas suplementadas com um composto extraído das indústrias de biodiesel, que seria descartado e é muito mais barato que os normalmente utilizados: o glicerol bruto.

Os resultados alcançados foram surpreendentes na decomposição do poluente. “A nutrição das microalgas envolve até 60% do custo de produção, utilizando suplementação de baixo custo, tivemos uma redução de mais de 95%, o que comprova a viabilidade financeira do bioprocesso”, ressalta Bignon. 

Além do bioprocesso ser uma maneira sustentável, barata e eficiente de tratamento das águas, o produto do crescimento das microalgas durante o processo para remoção do nitrogênio amoniacal tem alto valor biotecnológico, diferentemente dos micro-organismos normalmente utilizados nos sistemas.

Advertisement

O bioprocesso criado contou com investimentos da Faperj, Capes e CNPQ e está em vias de ser patenteado, mas ainda precisa de financiamento para ser testado em larga escala. A expectativa das pesquisadoras é que o mecanismo possa ser empregado como tratamento terciário nos sistemas de tratamento das indústrias e de esgoto doméstico.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Processo capaz de tornar resíduos das indústrias e esgoto menos poluentes é desenvolvido na Uerj
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui