Professores da rede estadual decidem manter a greve no RJ

Paralisação da categoria já dura 35 dias

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução

Os professores da rede estadual de ensino decidiram, na tarde desta quarta-feira (21/06), manter a greve da categoria, que já dura 35 dias, apesar da decisão da Justiça que considerou a paralisação ilegal.

A decisão foi tomada após assembleia realizada na quadra da São Clemente, na Cidade Nova. No fim desta tarde, a pista central da Avenida Presidente Vargas foi interditada nos dois sentidos, na altura da quadra, por conta de uma manifestação.

A paralisação começou no dia 17 de maio. Desde então, o Sepe se reuniu algumas vezes com representantes da Secretaria de Educação, mas não houve avanços nas negociações.

Entre as reivindicações está a aplicação do piso nacional do magistério e o cumprimento do plano de carreira estabelecido em lei federal. Os professores também querem que todas as faltas por greve, desde 2016, sejam abonadas.

Advertisement

Na terça-feira (20), o Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ) determinou a imediata interrupção da greve e o retorno ao trabalho.

O presidente do TJ, desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, acolheu os argumentos do Estado e apontou a existência de elementos que indicam irregularidades na greve.

Uma audiência de conciliação está marcada para o próximo dia 28 no TJRJ.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Professores da rede estadual decidem manter a greve no RJ
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui