Eduardo Paes durante anúncio do incentivo aos profissionais do Carnaval de rua - Foto: Reprodução/G1

Na manhã desta quinta-feira (04/02), durante reunião realizada no Palácio da Cidade, em Botafogo, na Zona Sul, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou que o município investirá cerca de R$ 3,2 milhões em incentivos ao Carnaval de rua carioca. Para isso, editais, que devem ser lançados em março, já estão sendo preparados pela Prefeitura da capital fluminense, através da Secretaria de Cultura e da Riotur, para ajudar profissionais que atuam no segmento, que terão uma espécie de ”vazio” devido à não realização da folia em 2021.

”Ouvimos reivindicações das diferentes ligas, no que se refere ao futuro, e já vamos preparar 2022, que vai ser o ‘Carnaval das galáxias”’, disse Paes. A tendência é que os editais auxiliem na construção de uma ”memória dos blocos de rua”, incentivando a produção de documentários, catálogos com fotos e outros tipos de mídias.

Paralelamente, outro ponto a ser estimulado será o registro de canções e interpretações musicais relacionadas à folia, garantindo, assim, um incentivo aos músicos. Além disso, o projeto também prevê ajuda a profissionais como costureiras, aderecistas e artesãos, com novos desenhos, pinturas e croquis.

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Marcus Faustini, 125 projetos devem ser escolhidos, restringindo os benefícios somente para quem é da cidade: ”O edital vai ter regras de território para premiar grupos que comprovem a existência há 3 anos dentro do Carnaval do Rio. São completamente voltados para a manifestação carioca.”

Vale ressaltar que estes editais iniciais são voltados somente para os profissionais ligados aos blocos. Já para quem atua em escolas de samba, Paes afirmou que outro programa será lançado em breve, especificamente para esse público: ”Na semana que vem teremos o lançamento de um programa voltado para os trabalhadores das escolas de samba.”

3 COMENTÁRIOS

  1. Isso é um absurdo. Um Crime. Malversação do dinheiro público. Cadê o Ministério Publico Estadual? Cadê o Tribunal de Contas do Município?? Cadê a Câmara dos Vereadores?A Cidade do Rio está falida, destruída. Servidor público, sobretudo Professores estão com salários atrasados, crise na Saúde, no Transporte público, Ruas cheias de crateras, obras inacabadas, ruas e praças funcionando como verdadeiros lixões. Moradores de ruas por toda parte, passando fome e sede. Ai vem esse Prefeito, com ato Populista, que pra mim é criminoso, vem proporcionar a farra do dinheiro do Contribuinte e distribuir 3.2 milhões para pessoas ligadas ao Carnaval.
    E as milhares de pessoas que estão desempregadas na Cidade? Já que quer distribuir dinheiro público por quê não faz um Auxílio emergecial do municipio pra todos necessitados da Cidade?
    Por quê não realizar atos que vá criar mais empregos diretos e indiretos, como por exemplo estender bem horários de Comércios, bares, shoppings, lojas…ao inves de reduzir?
    Ou faça melhor! Tire o dinheiro do seu bolso e distribua da maneira que achar melhor, mas não o meu.

  2. Isso é fogo, pra não dizer outra coisa. Tá ruim pra todo mundo. Existem obras sociais que são mais meritórias. Pro pessoal da cultura foi expedida lei Aldir Blanc pra que eles saquem o auxílio emergencial: é o que tem pra hoje.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui