Programa de investimentos no audiovisual do Rio impactou a economia da cidade em R$350 milhões

A Prefeitura do Rio investiu por meio da RioFilme mais de R$ 78 milhões, atraindo recursos da ordem de R$ 271 milhões e totalizando um investimento de cerca de R$ 350 milhões na economia

Foto de CoWomen: https://www.pexels.com/pt-br/foto/camera-de-video-preta-2041396/

A RioFilme encerra mais um ano com um balanço positivo das ações da empresa em 2022. No último biênio, foi realizado o maior investimento da história no audiovisual carioca, quando a Prefeitura do Rio investiu por meio da RioFilme, órgão que integra a Secretaria de Governo e Integridade Pública, mais de R$ 78 milhões distribuídos em diferentes linhas de fomento, atraindo recursos da ordem de R$ 271 milhões e totalizando um investimento de cerca de R$ 350 milhões na economia do Rio de Janeiro.

Só este ano, o Programa de Fomento do Audiovisual Carioca 2022 investiu por meio de editais mais de R$55 milhões. Dentro do valor total do fomento, a linha que contou com o maior volume de recursos foi a de Incentivo à Atração de Produções Audiovisuais para o Município do Rio (CASH REBATE), lançada pela primeira vez pela RioFilme. Os R$15 milhões investidos mobilizaram mais de R$ 82 milhões em recursos, impactando diferentes áreas da economia da cidade do Rio.

O edital de Cash Rebate atraiu os maiores gigantes do setor audiovisual no mundo, entre as propostas selecionadas se destacaram intervenientes de peso como: DISNEY, AMAZON, NETFLIX, SONY, PARAMOUNT, PARANOID FILMES e PARIS ENTRETENIMENTO. Todas as propostas tiveram uma produtora carioca como proponente, que atuará como gestora dos recursos investidos pela RioFilme, bem como os recursos adicionais aportados pelos intervenientes.

Em julho deste ano (15/07), a RioFilme formalizou uma importante parceria com a Quanta, para fazer do Polo Cine Vídeo um dos mais modernos e arrojados complexos de estúdios do país. O contrato da concessão de uso do Polo, que fica na Barra da Tijuca, prevê a reestruturação e gestão por 30 anos do equipamento de 60 mil m² de área. O projeto prevê investimento de, no mínimo, R$ 92 milhões, que estão transformando o complexo em uma referência para o audiovisual nacional. Essa era uma demanda do setor, que já começa a usufruir da reestruturação, e poderá contar com estúdios de ponta com o que há de mais moderno no mercado.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui