Programa ‘Favela com Dignidade’ chega em Acari com mais de 40 serviços gratuitos

A iniciativa contará com a participação de diversos órgãos municipais e estaduais, acontecendo das 9h às 14h, na Rua Guaiuba, 330

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Ação Comunitária, realizará uma ação integrada, neste sábado (27/01), na Associação de Moradores de Acari, na Zona Norte do Rio. O evento faz parte do programa Favela com Dignidade, que visa proporcionar serviços públicos essenciais à população que reside em áreas com menores Índices de Desenvolvimento Social.

A iniciativa contará com a participação de diversas secretarias e órgãos municipais e estaduais, acontecendo das 9h às 14h. O endereço da ação é Rua Guaiuba, 330, próximo ao Hospital Ronaldo Gazolla.

Chiquinho Brazão, Secretário de Ação Comunitária, destaca a importância do evento em Acari, ressaltando que o programa se une aos esforços já em andamento na região, severamente afetada pelas recentes chuvas na cidade. Ele destaca que será um atendimento conjunto com a oferta de mais de 40 serviços gratuitos à população.

O programa já está em ação na área, realizando intervenções como manutenção de iluminação, reparos em vias, desobstrução de galerias de águas pluviais, trocas de grelhas e tampões, além de limpeza geral. Esses trabalhos estão sendo conduzidos pela RioLuz, Secretaria de Conservação e Comlurb.

Advertisement

Leia também

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

Vídeo: Raio atinge Cristo Redentor durante registro de visitante

O programa já promoveu 24 ações comunitárias integradas, atendendo diretamente 34.580 pessoas, desde sua implantação em 2021.

Serviços Oferecidos:

Secretaria de Saúde (SMS):

  • Avaliação e atualização de cadernetas de crianças, adolescentes e adultos
  • Vacinação contra Covid-19, Influenza, Hepatite A e B, Pentavalente, dTpa e dT
  • Orientações sobre prevenção de Dengue, Zika e Chikungunya
  • Orientações de saúde bucal

Secretaria de Assistência Social (SMAS):

  • Agendamento para o Cadastro Único
  • Orientações para acesso a serviços socioassistenciais

Secretaria de Habitação (SMH):

  • Inscrições para o Programa Minha Casa, Minha Vida

Fundação Leão XIII:

  • Isenção para segunda via de certidões
  • Habilitação para casamento comunitário

Detran RJ:

  • Agendamento para 1ª e 2ª via de carteira de identidade

Secretaria de Proteção e Defesa dos Animais (SMPDA):

  • Atendimento clínico para animais
  • Agendamento para castração de cães e gatos

Vigilância Sanitária (IVISA-Rio):

  • Vacinação antirrábica para cães e gatos
  • Microchipagem de animais (atendimento limitado)

Secretaria de Educação (SME):

  • Orientações para matrículas em 2024
  • Busca ativa de alunos não frequentando a escola

Procon Carioca:

  • Atendimento ao consumidor
  • Renegociação de dívidas

Secretaria de Esporte e Lazer (SMEL):

  • Aulão de Zumba

Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUVRio):

  • Serviços de barbeiro e trancista
  • Orientações sobre cursos para jovens

Secretaria de Políticas e Promoção da Mulher (SPM-Rio):

  • Oficinas de tranças e design de sobrancelha

Secretaria da Pessoa com Deficiência (SMPD):

  • Orientações sobre direitos das pessoas com deficiência
  • Divulgação dos serviços oferecidos pelo órgão

IPLANRio:

  • Suporte de TI para os órgãos participantes do evento
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Programa 'Favela com Dignidade' chega em Acari com mais de 40 serviços gratuitos

Advertisement

3 COMENTÁRIOS

  1. A coisa mais ridícula que vejo é essa que virou “marca” é algo de ostentação: favela, o ser favelado.

    Não é possível que a incompetência ou falta de vontade política para reverter um estado de coisa simplesmente resulte numa conformação e redesignação para algo bom.

    Ao invés de uma política habitacional e atuação rigorosa na regulagem da exploração do espaço na exploração imobiliária, planejamento e parceiras público-privado para realocação prefere-se tornar legal a favela… um verdadeiro incentivo a continuidade da expansão da favela que em muitos casos avançam sobre áreas verdes (e no caso do RJ tal como milícias ou áreas do tráfico, a ambas ocrim’s de algum modo tirando proveito)

    • Décadas e décadas das Organizações Globo romanceando a existência das favelas deu nisso!

      As favelas devem ser tranformadas em áreas de produção. Claro que para isso deve ser feitas muitas coisas para essa preparação. O ponta pé será um cadastramento dos moradores para que se de início a preparação da população, e ao futuro projeto, modificando assim também a estrutura da própria favela.
      Favelados não podem servir como se fossem atrações circenses para gringos e de uma elite eugenista, Carioca E BRASILEIRA.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui