Programa ‘Restaurante do Povo’ atinge a marca de 10 milhões de refeições servidas

As unidades servem café da manhã, almoço e janta com valores subsidiados para ajudar a reduzir a insegurança alimentar de parte da população

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

O Governo do Estado já serviu mais de 10 milhões de refeições nos 10 Restaurantes do Povo que funcionam em diferentes municípios fluminenses, durante a gestão de Cláudio Castro. As unidades servem café da manhã, almoço e janta com valores subsidiados para a população. O programa, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, garante o direito humano à alimentação adequada.

Em breve, outras cinco unidades, que estão em obras, serão entregues para a população: Central do Brasil, Madureira, Barra Mansa, Nova Iguaçu e Petrópolis, nesta última, apesar de estar em reforma, segue executando o serviço. Serão mais 18 mil refeições por dia, totalizando em todo o Estado mais de 40 mil refeições de segunda a sexta-feira. 

O Restaurante do Povo é um espaço amplo, higienizado, preparado para receber com conforto os fluminenses. Assim, garante que todos possam desfrutar de um café da manhã, almoço e janta, com alimentos balanceados e escolhidos por nutricionistas a preços populares, que variam de R$ 1,00 até 3,50. A iniciativa ajuda a reduzir a fome, a insegurança alimentar e nutricional da população.

O Governo do Estado tem investido em diferentes frentes de combate à fome. Além do Restaurante do Povo, está em ampliação do Café do Trabalhador, que já possui 31 unidades, e o RJ Alimenta, com seis pontos de distribuição. Toda essa rede atua como mecanismo de redução da desigualdade social e suporte à população que vive em situação de vulnerabilidade. 

Advertisement

Leia também

Aterro Restaurado e o Fim do Pulinho de São Conrado

Centro do Rio: estacionamento que virou bar irregular inferniza moradores, comerciantes e desrespeita Prefeitura

Restaurantes em Funcionamento:

  • Bangu: Rua Francisco Real, 1780
  • Bonsucesso: Avenida Brasil, 6431
  • Campo Grande: Rua Campo Grande, 880
  • Belford Roxo: Avenida Floripes Rocha, 42, Centro
  • Campo dos Goytacazes: Rua Doutor Lacerda Sobrinho, 72, Centro
  • Duque de Caxias: Rua Frei Fidélis, SN, Centro
  • Niterói: Rua Marechal Deodoro, 30, Centro
  • Petrópolis: Rodoviária de Petrópolis, Centro
  • São Gonçalo: Rua São Pedro Alcântara, 100, Alcântara
  • Volta Redonda: Rua Aristoclides Ribeiro, 51, Centro
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Programa 'Restaurante do Povo' atinge a marca de 10 milhões de refeições servidas

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Gnt, isso foi algum tipo de marketing? Porque, até onde sei, o de Bonsucesso é mantido pela prefeitura. Ou não é? Além disso, tinha de e ter no centro da cidade do Rio de Janeiro e em Copacabana, locais com o maior número de pessoas em situação de rua. Café do trabalhador e RJ alimenta é praticamente a primeira vez que ouço falar. E outra, estão em insegurança alimentar ou nutricional muita gente que não tem condições de pagar o que os restaurantes cobram por um prato balanceado e acabam por ter de compensar com lanches e salgados, diariamente. Não nos deixemos enganar.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui