Projac Ano passado visitei o Projeto Jacarepaguá, ou seja, o Projac como parte da relação entre a Rede Globo e as novas mídias. E, tenho de dizer, é um local incrivelmente interessante, afinal, é o maior centro de produções audiovisuais da América Latina.

 

O Projac é um complexo industrial de entretenimento com 3,99 milhões m2, são 10 estúdios de gravação, seis deles têm mil m2 e os outros 4 560 m2. As cidades cenográficas tem 160 m2, um galpão com fábrica de cenários, outro para a cenografia. E foi criado para reunir em um só lugar todo o complexo audiovisual da Globo que era espalhado pelo Rio.

As Organizações Globo bem que poderiam abrir o Projac para a visitação pública, pelo tamanho e pela magia que tem a empresa certamente ia virar um ponto turístico do Rio de Janeiro. Ou ao menos criar algo como os Estúdios Universal da Flórida, para onde vai muito brasileiro passear.

 

Claro, uma das razões para que isso não aconteça hoje é a preocupação merecida que a Globo tem com segurança. Afinal é uma indústria milionária e ainda tem os fãs loucos que podem se esconder nas matas nativas.

 

Bem, pelo menos um museu poderia haver ou no Projac ou no Jardim Botânico. Teria antigos cenários, cenografia, roupas. Como dizem no Twitter, #ficaadica

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui