Projeto com jovens do Complexo da Penha mapeia o cenário das danças urbanas no Rio de Janeiro

Giroblack promove o ritmo das ruas como forma de transformação social por meio de plataforma com inscrições abertas

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Projeto Giroblack (Foto: Divulgação)

O Giroblack, projeto sociocultural dedicado à promoção das danças urbanas como ferramenta de transformação social, está conduzindo uma análise abrangente sobre os artistas urbanos no Rio de Janeiro. O estudo, que integra uma iniciativa mais ampla, convida dançarinos, grupos, professores e coreógrafos de diversas modalidades, como funk, passinho, heels, vogue, jazz funk, dança charme, dancehall e hip hop, a participarem preenchendo um formulário online disponível até 7 de dezembro, acessível em https://linktr.ee/giroblack.

Dicionário das Danças Urbanas em Construção

Esse esforço de pesquisa culminará em um dicionário e uma plataforma online que compilarão informações valiosas sobre o universo das danças urbanas na cidade. A equipe responsável pela redação é composta por jovens do Complexo da Penha, que catalogam grupos, dançarinos e coreógrafos locais.

O resultado da pesquisa será apresentado em um dicionário que incluirá perfis online dos participantes, breves biografias, agendas de espetáculos, batalhas, showcases e outras atividades. Os participantes também terão a oportunidade de divulgar os locais onde ministram aulas, além de suas redes sociais, de forma gratuita. A iniciativa conta com a colaboração dos alunos das oficinas de jornalismo digital do Giroblack, projeto financiado pelo edital Fomento à Cultura Carioca, da Secretaria Municipal de Cultura e da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Advertisement

Leia também

TransBrasil inicia operações neste sábado, da Penha ao Terminal Gentileza

Leblon tem o condomínio mais caro do Brasil

Inclusão e Capacitação nas Oficinas do Giroblack

O projeto iniciou com oficinas destinadas a jovens de 15 a 24 anos dos morros Caixa d’Água, Fé e Sereno, no Complexo da Penha. As oficinas incluíram o ensino de jornalismo digital, danças urbanas, dança como forma de inclusão e história das danças urbanas.

Na Arena Dicró, ocorreram oficinas de dança e inclusão, conduzidas por professores com deficiências visuais, auditivas e motoras. O objetivo foi sensibilizar os participantes para a expressão através da dança, independentemente das limitações.

Andrea Lua, criadora do projeto e editora-chefe do site, destaca a importância das oficinas de jornalismo digital, que capacitaram os alunos a apurar, pesquisar, elaborar pautas, realizar entrevistas e produzir conteúdo de qualidade para o site do projeto, incluindo noções de SEO.

Lançamento do Site Giroblack

O lançamento oficial do site www.giroblack.com está agendado para 9 de dezembro, às 10h, na Concha Acústica da Basílica da Penha, no Largo da Penha, 19. Na ocasião, o grupo de danças urbanas do projeto realizará um showcase, apresentando quadros de dança charme, hip hop e passinho.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Projeto com jovens do Complexo da Penha mapeia o cenário das danças urbanas no Rio de Janeiro

Renata Granchi
Renata Granchi é jornalista e publicitária com mestrado em psicologia. Passou pela TV Manchete, TV Globo, Record TV, TV Escola e Jornal do Brasil. Escreveu dois livros didáticos e atualmente é diretora do Diário do Rio. Em paralelo, presta consultoria em comunicação e marketing para empresas do trade.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui