Projeto Craque do Amanhã une esporte, inclusão social e direitos de cidadania

Projeto procura desenvolver valores e habilidades nas crianças atendidas. Mais que atletas, o projeto procura formar cidadãos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
17-07-2023 - Projeto Craque do Amanhã em São Gonçalo.Fotos Luis Alvarenga

O projeto Craque do Amanhã, do Governo do Estado do Rio de Janeiro, atende a crianças e adolescentes de 8 a 17 anos, com base na tríade: esporte, família e escola. O projeto, que tem atuação em São Gonçalo, Duque de Caxias e Belford Roxo, conta com 200 alunos em cada unidade, totalizando 600 meninos e meninas que veem no futebol uma porta de entrada na inclusão social, aliada a direitos de cidadania.

“Aqui eu também faço curso de inglês, além do reforço em matemática e língua portuguesa. Eu trago o meu material da escola e os professores me ajudam com as matérias que tenho dificuldade. Sei que isso vai me ajudar no futuro, na conquista de um emprego. Também fiz muitos amigos no projeto”, contou Geovane Fagundes de Almeida Ribeiro, de 14 anos, aluno da unidade de São Gonçalo.

Rafael Picciani, secretário de Estado de Esporte e Lazer, destacou que o futebol, além de ser esporte, é um meio de transformação e inclusão social. Picciani lembrou ainda que, através da Lei de Incentivo estadual, o Craque do Amanhã pode ser expandido e consolidado em regiões mais desassistidas do Estado do Rio.

“Por se tratar de uma paixão nacional, tanto para meninos quanto para meninas, projetos socioesportivos realizados por meio do futebol ajudam não só a reforçar a pluralidade do esporte como também sua capacidade de unir a todos. O apoio a projetos como o Craque do Amanhã é uma das possibilidades de investimento que a Lei de Incentivo ao Esporte do estado permite desenvolver por meio do ICMS pago pelas empresas. É um instrumento de gestão fantástico, que tem sido fundamental para fomentar o esporte como indutor de desenvolvimento social aqui no estado”, afirmou o secretário.

Advertisement

O Craque do Amanhã procura desenvolver valores e habilidades nas crianças atendidas. Mais do que atletas o projeto procura formar cidadãos. A disciplina, o trabalho em equipe e a organização por meio do esporte são algumas das pautas apresentadas às crianças e jovens, que também têm acesso a um programa para perda de peso e trabalho de psicomotricidade realizado no campo. O coordenador desportivo de São Gonçalo, Deni Eder Claro Cambuim, explica como são realizadas as atividades.

“O futebol é o nosso principal meio para trazer as crianças para o projeto, tirando esses meninos e meninas das ruas. De acordo com a faixa etária, eles participam de duas a três vezes na semana. O esporte sempre esteve presente na minha vida. Eu já fui atleta profissional e poder passar um pouco da minha experiência para eles é muito enriquecedor. Nas nossas reuniões com os responsáveis, temos o retorno do quanto a disciplina aqui praticada já mudou a vida deles em casa e na escola”, explicou Cambuim.

Caio Guilherme da Silva Trajano, de 16 anos, também é aluno do projeto e quer alçar voos mais elevados. Caio quer se tornar jogador de futebol profissional.

“O Craque do Amanhã me trouxe muitos benefícios nesses dois anos em que estou aqui. Eu era um menino muito tímido, não tinha amigos e aqui eu pude mudar essa situação. Hoje, tenho diversos colegas. E o meu sonho de ser jogador de futebol profissional aumentou ainda mais quando eu entrei aqui. Também tenho como espelho os meus professores daqui e ainda tenho vontade de me formar em educação física”, disse o atleta.

O coordenador local, Rodrigo da Silveira Ramos, explicou que o Craque do Amanhã foi criado apenas como um projeto esportivo. Mas com o tempo outras demandas foram apresentadas pelas crianças às autoridades participantes do projeto. A partir de então, uma formação mais abrangente foi sendo elaborada para oferecer às crianças e jovens um amparo mais estruturado.

“O início era somente o esporte em si e, com o tempo, pudemos ver as outras necessidades dos jovens. Hoje, também temos o acompanhamento psicológico com os alunos e familiares, além das atividades extracurriculares que são praticadas aqui. Com o sucesso do projeto, temos até fila de espera. Mas todos são atendidos à medida em que temos vagas disponíveis. Todos estão convidados a participar do Craque do Amanhã”, finalizou Silveira Ramos.

Os interessados em participar do Craques do Amanhã devem comparecer a uma das unidades onde acontecem as atividades, das 8 às 17h, com documentos básicos em mãos e acompanhado de um responsável maior de idade.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Projeto Craque do Amanhã une esporte, inclusão social e direitos de cidadania
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui