Projeto de conectividade implantado em escolas públicas de Silva Jardim é premiado pela ONU

Projeto piloto ''Aprender Conectado'' foi implantado também em outras 9 cidades brasileiras, beneficiando mais de 30 mil alunos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Silva Jardim, no estado do RJ - Foto: Reprodução

O projeto piloto do ”Aprender Conectado” implantado nas 21 escolas públicas de Silva Jardim, município localizado na região das Baixadas Litorâneas, no estado do Rio de Janeiro, foi um dos cinco campeões do Prêmio WSIS 2024 – World Summit on the Information Society (Cúpula da Sociedade Mundial da Informação), organizado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) com participação de outras agências da Organização das Nações Unidas (ONU).

Além de Silva Jardim, outros nove municípios brasileiros receberam o piloto, que beneficiou, ao todo, 177 escolas públicas e mais de 30 mil alunos de norte a sul do país.

O Aprender Conectado foi um dos vencedores na categoria Linha de Ação C3 ”Acesso à Informação e ao Conhecimento”. A grande final ocorrerá durante o evento Alto Nível do Fórum WSIS +20, em Genebra, na Suíça, no próximo dia 28/05.

”Esse reconhecimento internacional só confirma a importância do Aprender Conectado no desenvolvimento da educação brasileira. É uma grande honra poder apresentar essa credencial, que nos confere ainda mais credibilidade para prosseguirmos no projeto, que em breve, atingirá mais de 25 mil unidades escolares”, afirma Flávio Santos, presidente do Aprender Conectado.

Advertisement

A premiação avaliou o projeto piloto do Aprender Conectado, iniciativa que objetiva implantar projetos de conectividade nas escolas públicas de ensino básico, com a qualidade e velocidade necessárias para o uso pedagógico das tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) em atividades educacionais, de acordo com as obrigações estabelecidas no Edital de leilão do 5G.

O projeto piloto forneceu conexão de alta velocidade para todas as escolas, instalou rede interna Wi-Fi para distribuição do sinal, forneceu computadores para alunos e professores, com manutenção garantida pelo período de três anos, além de fornecer a internet pelo mesmo período. Foram distribuídos 4.731 notebooks educacionais para os alunos, 434 notebooks para os professores, 226 carrinhos de recarga e 260 projetores e telas. O projeto também implantou solução fotovoltaica para as escolas que não dispunham de energia elétrica.

Os municípios foram escolhidos segundo critérios técnicos, considerando variáveis como o IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal), número de alunos beneficiados, ponto de conectividade do município e existência de escolas em terras indígenas, em comunidades remanescentes de quilombos e em assentamentos rurais.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Projeto de conectividade implantado em escolas públicas de Silva Jardim é premiado pela ONU
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui