Projeto ‘Lei Larissa Manoela’ quer regulamentar gestão do patrimônio de menores artistas

O projeto busca proteger os direitos dos menores e aumentar a responsabilização dos responsáveis pela gestão de seus bens

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução/Instagram

O deputado Marcelo Queiroz (PP-RJ), apresentou o Projeto de Lei intitulado “Lei Larissa Manoela”, com o objetivo de regulamentar a administração do patrimônio de menores de idade envolvidos em carreiras artísticas. O projeto busca proteger os direitos dos menores e aumentar a responsabilização dos responsáveis pela gestão de seus bens, sempre priorizando o interesse do menor.

A proposta estabelece critérios para a contratação excepcional de menores de 16 anos para atividades artísticas, com autorização judicial e consulta ao Ministério Público. A autoridade judiciária também nomeará os gestores patrimoniais, responsáveis por prestar contas e administrar os recursos provenientes da atividade artística do menor.

O gestor patrimonial deve agir de acordo com a legislação vigente, garantindo o bem-estar físico e psicológico do menor, sua educação e tempo para descanso e lazer. O princípio da boa-fé é enfatizado, exigindo que o gestor cumpra com obrigações tributárias e administrativas, sob risco de penalidades legais.

Além disso, o projeto visa a autonomia financeira do menor, encorajando investimentos imobiliários de baixo risco para garantir seu futuro. Todos os bens adquiridos com recursos do trabalho artístico devem ser registrados em nome do menor.

Advertisement

O PL também impõe restrições ao gestor, proibindo aquisições de bens em nome próprio, disposições gratuitas de bens do menor e cessionários de crédito contra o menor, salvo autorização judicial.

De acordo com Marcelo Queiroz, o texto propõe penalidades para gestores que prejudiquem o patrimônio do menor, exigindo ressarcimento por danos causados. A apropriação indevida ou desvio do patrimônio para fins diferentes da sustentação do menor resultará em responsabilidade criminal.

“O Projeto de Lei “Lei Larissa Manoela” visa garantir uma gestão responsável e transparente do patrimônio de menores envolvidos em carreiras artísticas, visando proteger seus interesses e bem-estar. Sua aprovação poderá representar um avanço significativo na proteção dos direitos desses jovens talentos”, explicou o deputado.

Caso Larissa Manoela

Larissa Manoela tem 22 anos, 18 anos de carreira e está abrindo mão de todo o patrimônio que acumulou por causa de uma briga com o pai e a mãe. A atriz e cantora falou pela primeira vez sobre o rompimento com os pais, assunto que repercutiu fortemente na internet. Em entrevista ao Fantástico, na TV Globo, ela contou que recebia mesada e mostrou conversas que comprovavam a situação, como uma mensagem na qual a atriz pedia um pix para ir à praia.

“[Começaram as divergências] a partir do momento em que eu fiz 18 anos e que eu entendi que era o mínimo saber um pouco do meu negócio, do que eu estava provendo durante todos esses anos“, relatou.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Projeto 'Lei Larissa Manoela' quer regulamentar gestão do patrimônio de menores artistas
Advertisement

4 COMENTÁRIOS

  1. Francamente! Que país do primeiro mundo isso ocorre ?
    Necessidade de autorização judicial?
    Designar gestor patrimonial pelo Juízo?
    Mais trabalho para Justiça e Ministério Público… Não bastasse a morosidade atualmente existente… além de favorecer grandes bancas de advocacia, fora amigos da corte nomeados para funcionar como administrador de massas falidas…
    Tudo isso quando bastaria a lei assegurar apenas o que é razoável e proporcional, determinar princípios.

  2. O q essa mimadinha tem a ver com o Rio?
    Lei “importantíssima”né seu deputa?Afinal isso acontece 3 por 4 na vida real!!!Kkkk
    Essa cambada vive numa bolha,fora da realidade…ficou nervosinha pois não tinha 1 mi pra comprar lembrancinha pro machinho interesseiro!!
    Não dou 5 anos pra estar na pindaíba!!!Acorda tolinha!!!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui