Projetos se unem para castrar gatos abandonados no Estádio do Maracanã

De acordo com as protetoras, o abandono na região é uma prática antiga, e o local possui mais de 200 gatos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

Os projetos Anjos de Patas e Maracanã Cats se uniram em prol de um único objetivo: castrar gatos abandonados no Estádio Mário Filho, o Maracanã. De acordo com as protetoras, o abandono na região é uma prática antiga, e o local em todo seu entorno, dentro e fora, possui mais de 200 gatos.

Com a castração, os protetores viram uma maneira de diminuir o número de nascimentos indesejados. É o programa chamado CED – Captura, esteriliza e devolve. Os mais mansinhos vão para feira de adoção e os mais ferozes voltam para as colônias, onde recebem alimentação diárias das protetoras.

De acordo com o veterinário Samuel Lima, uma gata não castrada pode gerar um número estimado de 12 filhotes por ano, considerando duas crias em 12 meses com uma média de 2 a 6 filhotes por gestação. Ao logo de três anos, por exemplo, esse número cresceria para 1.728 gatos nas ruas. Já no caso das cadelas, segundo o veterinário, é possível estimar um número de 8 filhotes por ano, considerando que a fêmea entra no cio a cada 6 meses.

A castração tem um papel de grande importância no controle populacional de cães e gatos, e é através dela que conseguimos diminuir os números de animais abandonados nas ruas. Vale ressaltar que o procedimento reduz os riscos desses animais apresentarem doenças reprodutivas. No caso das fêmeas (cadelas e gatas) evitamos infecção do útero (piometra), gravidez psicológica, tumores de mama, estresse durante o cio. Já nos machos diminuímos as possibilidades de apresentarem tumores de testículos e próstata, doenças sexualmente transmissíveis, fugas, agressividade e marcação de território”, esclareceu o veterinário.

Advertisement

Leia também

25 castelos do Rio de Janeiro que contam a História do Brasil

Estrangeiros LGBTQIA+ estão comprando todos novos imóveis de Ipanema – Bastidores do Rio

O projeto Anjos de Patas é formado por 4 amigas que resgatam animais nas ruas, cuidam e levam para o abrigo, um trabalho sem fins lucrativos. Para a sobrevivência do projeto, elas contam com padrinhos, rifas e doações.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Projetos se unem para castrar gatos abandonados no Estádio do Maracanã

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui