Quadrilha suspeita de aplicar golpes de cremação de pets e jogar corpos de animais no lixo vira alvo da polícia

Os donos pagam pelo serviço, recebem um certificado, mas os bichinhos são descartados em lugares desconhecidos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Polícia Civil está investigando as empresas golpistas — Foto: Reprodução/TV Globo

Pelo menos 9 empresas estão sendo investigadas pela Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) suspeitas de aplicarem golpes de cremação em famílias que perderam animais de estimação. Os donos dos bichos que faleceram pagam para fazer a cremação, mas os animais acabam sendo jogados em rios e até no lixo. O caso foi revelado pela TV Globo.

Segundo os investigadores, as empresas suspeitas da fraude não enterram e me fazem a cremação dos animais. Os tutores pagam, recebem um certificado, mas os pets são levados para lugares desconhecidos. Os policiais descobriram que alguns são jogados em rios ou até em caçambas de lixo.

Entidades de proteção animal do Rio acompanham o trabalho da polícia no combate a esse tipo de crime.

O animal morto tem que ser tratado com respeito. E nós não estamos sabendo nem fazer isso aqui no país. Portanto, é importante que essas investigações sejam levadas a fundo. E, caso, achem culpados, que eles sejam punidos como manda a lei”, diz Reynaldo Velloso, presidente da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB-RJ

Advertisement

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio (CRMV) vem fazendo um alerta aos tutores. Pesquisar sobre essas empresas é fundamental para evitar que a perda de um pet não seja ainda mais dolorosa.

Pedimos que as pessoas procurem saber a idoneidade e a seriedade das empresas que o seu animal será cremado ou enterrado. Peça também relatos de amigos e profissionais veterinários e veja se o local tem toda a documentação em dias”, destaca Diogo Alves, presidente da CRMV.

Um dos crematórios credenciados para o serviço funciona em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Em agosto, o local recebeu uma ligação, onde o tutor de um animal queria confirmar se o corpo do bichinho tinha, realmente, sido levado para o local. A pessoa apresentou o certificado, que tinha recebido da clínica onde o animal morreu. Só que o documento era falso.

Crematórios certificados

No estado do RJ, existem apenas 7 crematórios de animais. Dois no Rio, um em São Gonçalo, um em Maricá, um em Macaé e um em Duque de Caxias.

Por conta das fraudes, o crematório de Duque de Caxias decidiu incluir um QR-Code no certificado.

O delegado Wellington Vieira, titular da DPMA, diz que esse tipo de negócio não está regulamentado no estado, o que favorece a prática desses crimes.

A Polícia Civil está procurando orientar as pessoas que atuam nessa área [veterinária]. A destinação desses animais mortos é importante, para que as pessoas não cometam crimes ambientais, como jogais animais em ria, em lixeiras, que é o que está acontecendo por aí”.

A DPMA está catalogando as empresas de cremação e os responsáveis estão sendo chamados para prestarem esclarecimentos.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Quadrilha suspeita de aplicar golpes de cremação de pets e jogar corpos de animais no lixo vira alvo da polícia
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui