Boa não, este fim de semana tem uma ótima! Estréia nos cinemas cariocas o filme 300, baseado na HQ homônima de Frank Miller. A história da Batalha de Termópilas, de quando os Persas invadiram a Grécia, e 300 heróis espartanos conseguiram frear por alguns dias uma horda de persas (um milhão para historiadores gregos, 250 mil para nossos historiadores). Da Wikipedia:

Não obstante o exagero dos números apresentados por Heródoto, a grande disparidade numérica entre os contendores levou a que a batalha terminasse com uma aparentemente retumbante vitória persa, muito embora os Gregos, antes de serem totalmente aniquilados, tenham conseguido inflingir um elevado número de baixas e retardar consideralvemente o avanço dos Persas pela Grécia. A intervenção dos Gregos, para além de os levar a morrer como homens livres, e não como escravos persas, foi de tal modo decisiva para o futuro do conflito, que bem podem ser também considerados vencedores.

De facto, não vence uma batalha apenas aquele que destrói o exército inimigo, mas sim aquele que cumpre seu objectivo – e os Espartanos, ao deterem durante dias, não tanto quanto esperavam (10 dias era o desejado), os Persas nas Termópilas, permitiram a salvação de Atenas e, por conseguinte, das bases da futura Civilização Ocidental. Esta foi, pois, uma batalha decisiva sob todos os aspectos.

O filme ainda conta, boa notícia para os brasileiros, com Rodrigo Santoro no papel de Xerxes. O site Judão está com um ótimo especial sobre o assunto.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui