Quase metade da população do RJ não tem acesso aos serviços básicos do SUS; índice é o pior do país

Apenas 57,2% da população fluminense é acompanhada pela rede de Atenção Primária à Saúde; Piauí lidera o ranking, com 99,9% de cobertura

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Imagem meramente ilustrativa - Foto: Edu Kapps/Prefeitura do Rio

Levantamento recente elaborado pelo Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (IEPS) aponta que o Rio de Janeiro tem a pior cobertura de Atenção Primária à Saúde (APS) entre todos os estados do Brasil, alcançando somente 57,2% da população fluminense. O líder do ranking é o Piauí, com 99,9% de abrangência da APS aos seus habitantes.

”A APS é a porta de entrada da população no sistema de saúde. É muito importante para identificar doenças em estágios iniciais, permitir o acompanhamento de doenças crônicas, resolver problemas para que não cheguem à média e alta complexidade. Diversas internações podem ser evitadas com uma boa atenção primária”, explica Helena Arruda, pesquisadora do IEPS e uma das profissionais responsáveis pelo boletim.

Vale ressaltar que o estudo considerou três indicadores relacionados à atenção básica tendo como base dados estáveis de 2021: cobertura da população pelos serviços da APS; cobertura vacinal contra a poliomielite; e percentual de pré-natal apropriado.

Considerando a população alcançada pela APS por regiões, as melhores coberturas foram, respectivamente, no Nordeste e no Sul, com médias de 88,8% e 84,6%. Já o Sudeste tem o pior acompanhamento do país, alcançando apenas 72,7% da população.

Advertisement

”O Sudeste como um todo tem um dos piores indicadores de atenção básica, mas o RJ teve também resultados muito ruins nos outros dois indicadores, então ele se destaca ainda mais”, diz Helena.

Confira o ranking

  1. Piauí – 99,9%
  2. Paraíba – 97,5%
  3. Tocantins – 96,9%
  4. Santa Catarina – 93%
  5. Sergipe – 90,8%
  6. Minas Gerais – 90,1%
  7. Maranhão – 89,6%
  8. Rio Grande do Norte – 86,7%
  9. Ceará – 86,7%
  10. Acre – 85,4%
  11. Bahia – 85,1%
  12. Amapá – 82,6%
  13. Mato Grosso – 82,4%
  14. Alagoas – 82,2%
  15. Mato Grosso do Sul – 82%
  16. Pernambuco – 81,3%
  17. Rio Grande do Sul – 81%
  18. Espírito Santo – 80,4%
  19. Paraná – 80%
  20. Amazonas – 78%
  21. Rondônia – 77,5%
  22. Goiás – 75%
  23. Roraima – 74,7%
  24. Pará – 68,6%
  25. Distrito Federal – 63,2%
  26. São Paulo – 63,2%
  27. Rio de Janeiro – 57,2%

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Quase metade da população do RJ não tem acesso aos serviços básicos do SUS; índice é o pior do país
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui