Quatro homens são presos por furto e depredação em estações do BRT

Desde o início do programa BRT Seguro, foram realizadas mais de 1.410 prisões por roubo, furto, desacato, depredação, importunação sexual e tráfico de drogas

Foto: Divulgação

Agentes do programa BRT Seguro prenderam quatro homens na madrugada desta sexta-feira (18/11) por furto e depredação do patrimônio público. Na primeira ocorrência, uma equipe de patrulhamento foi acionada pelo Centro de Controle e Monitoramento da Mobi-Rio devido a um furto de material da estação Novo Leblon. Através das câmeras os fiscais acompanharam dois indivíduos que haviam arrancado perfis de alumínio da estação, se deslocaram para o Terminal Alvorada e já se encontravam dentro de um ônibus. Após a abordagem, ambos foram presos e conduzidos para a 16ªDP.

Pouco mais tarde, um homem foi visto através das câmeras furtando pedaços de alumínio da estação Vaz Lobo. Prontamente, os agentes se deslocaram até a estação e encontraram o indivíduo e as peças subtraídas. A ocorrência foi encaminhada para a 29ª.

No fim da madrugada, outro homem foi preso por furto de peças de alumínio, dessa vez na estação Rio 2. Uma equipe foi acionada pelo centro de controle da Mobi-Rio e efetuou a prisão no local. A ocorrência foi registrada na 16ªDP.

Desde o início do programa, em junho de 2021, foram realizadas mais de 1.410 prisões por roubo, furto, desacato, depredação, importunação sexual e tráfico de drogas. Também foram aplicadas cerca de 5.550 multas por evasão de passagem.

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. As ações antivandalismo no BRT deveriam ser amplamente divulgadas e aqueles pegos vandalizando deveriam ter punição exemplar e rápida. Muita energia será gasta para reconquistar a credibilidade no sistema BRT uma vez que ela fora perdida. No Rio de Janeiro, as coisas têm de começar retas. Porque o que fica torto, pra desentortar precisa de um esforço descomunal. Um BRT ordeiro, limpo, bem cuidado e com garantia da receita é essencial para que o sistema seja resgatado.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui