Que merd*! Árvore que exala cheiro de fezes para sobreviver infesta bairros do Rio

A Sterculia foetida costuma deixar regiões da cidade com mau cheiro nos períodos mais frios do ano

Sterculia foetida (Foto: UFRJ)

Uma árvore que propaga cheiro de fezes para garantir sua sobrevivência tem sido alvo de críticas dos cariocas. Batizada de Sterculia foetida, e popularmente conhecida como Chichá-fedorento, ela pode chegar até 20 metros de altura e é encontrada em algumas regiões do Rio, como no bairro da Glória, na Zona Sul do Rio.

O odor desagradável, que remete ao cheiro de fezes, é exalado pela árvore em alguns meses do ano, deixando os transeuntes com aquela indagação clássica de um dia comum na capital fluminense: “Que merd* é essa”?

Segundo a UFRJ, as folhas avermelhadas da Sterculia foetida são as grandes responsáveis pelo mau cheiro. Durante os períodos mais frios do ano, elas caem e produzem o “aroma”.

Ao portal G1, o biólogo Marcus Nadruz explica que a o objetivo da planta é “acasalar”. Isso porque ela procura atrair moscas.

“É uma estratégia da planta para sobreviver. A cor e a pele já se parecem com a de animal, e ao mesmo tempo o odor atrai o inseto que vai polinizar a espécie para a formação do fruto e sobrevivência da planta”.

A árvore é oriunda do continente asiático, de países como Índia e Malásia, e foi muito plantada no Rio por causa de sua beleza.

Muitas plantas têm aromas adocicados, fétidos e a forma da flor parece com outro animal para atrair as espécies. O animal pensa que é uma área que ele pode acasalar. O amor está no ar, por favor, não derrubem essas plantas”, completa o biólogo.

Uma curiosidade, é que as sementes torradas da Sterculia foetida são degustadas como castanhas em várias áreas do país, elas apresentam grande quantidade de óleo.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui