Quedas de balões em rede da Light em 2023 já superam todo o ano de 2022

O ranking de 2023 é liderado pelo município do Rio de Janeiro, com quatro ocorrências, seguido de Queimados com duas e São João de Meriti com uma

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Queda de balão na orla de Copacabana em 26 de dezembro de 2021 - Foto: Reprodução/Internet

Somente nos cinco primeiros meses de 2023, a Light registrou sete quedas de balões em sua rede ou próximos a ela, causando um total de 5.466 interrupções de clientes. No total, foram 3.928.693 horas sem energia elétrica. O número já supera todas as ocorrências registradas em 2022, quando seis balões atingiram a rede.

O ranking de 2023 é liderado pelo município do Rio de Janeiro, com quatro ocorrências, seguido de Queimados com duas e São João de Meriti com uma.

Em geral, balões têm armações de metal ou transportam estruturas, também conhecidas como cangalhas, que ao entrar em contato com a rede elétrica causam falta de energia e danos aos equipamentos.

Soltar balão é crime e pode levar à interrupção de energia. A queda de balões também é responsável por incêndios na vegetação, que podem levar a curto-circuito nas linhas de transmissão, além de causar excesso de poeira, fuligem e fumaça.

Advertisement

Denuncie

 A concessionária pede que aos cidadãos que colaborem denunciando os casos de soltura de balão pelos Canais de Atendimento:
• Agência Virtual: https://agenciavirtual.light.com.br/portal/;  
• WhatsApp: (21) 99981-6059 – com auxílio da Lia (representante virtual da empresa);
• App Light Clientes (disponível na Apple Store ou Google Play);
• Call Center: 0800-021-0196;
• Twitter e Facebook: @lightclientes.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Quedas de balões em rede da Light em 2023 já superam todo o ano de 2022
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui