Quem quer a esvaziada Secretaria do Trabalho do RJ – Bastidores do Rio

Armazém Senado sem pagar aluguel; o novo pupilo de Cesar Maia; a infiltrada na reunião do General Pazuello

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Daniel Martins/Diário do Rio

Não é da Prefeitura
A da Prefeitura do Rio informaram que o Castramóvel que tem o nome do deputado Pedro Paulo só tem o apoio deles. Já a assessoria do deputado disse o projeto Castramóvel 4 patas é viabilizado inteiramente com recursos de emenda parlamentar destinada pelo deputado Pedro Paulo, a partir do Ministério da Educação para Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), que seleciona uma instituição de sua escolha para a execução.

Não é da Prefeitura II
Agora, que as imagens levam ao engano, levam. E a pergunta fica, porque um vereador do grupo de Pedro Paulo fica toda hora aparecendo ao lado dos castramóveis?

Armazém Paganinguém
O incensado Armazém Senado, queridinho do nosso alcaide, vai apagar velinhas em breve: três anos sem pagar um tostão de aluguel. E ainda abriu o Labutinha no mesmo prédio.

Carochinha
Diz que a dona, para quem pagou aluguel por décadas, não é dona. Se essa moda pega….

Advertisement

Pupilo
Cesar Maia tem um novo pupilo e queridinho é o GEL da Ilha, Rafael de Souza, que foi agraciado com uma Medalha Pedro Ernesto.

Pupilo II
Maia fez algo raríssimo e entregou a Medalha Pedro Ernesto em mãos a ele no próprio Gabinete!

Infiltrada
Embora o General Pazuello estivesse preparado para engajar os mais novos no evento da Juventude do PL, no último sábado, foi uma senhora que fez o deputado mandar a real.

Infiltrada II
Participante da plateia, a mulher cavou o climão ao insinuar que o Exército Brasileiro é comunista. Levou como resposta do mais votado da Direita que o discurso só serve para enfraquecer a última ponta que vai lutar para salvar o país do comunismo. Pelo silêncio da senhora, acho que o General venceu mais uma.

Infiltrada III
Tirando a tensão, os jovens encheram a casa e saíram de lá com o recado para reverter a situação nas universidades e demais espaços, estratégia das lideranças da Juventude do PL Luan Lennon e Felipe Terra, que encabeçaram o evento.

Quem quer a Setrab?
A Secretaria de Trabalho, patinho feio do governo estadual, voltou a ser comentada nos corredores da ALERJ, depois que Pastor Everaldo, presidente estadual do Podemos, optou pela aproximação com Eduardo Paes, indicando seu irmão Marcos Dias Pereira para ser secretário municipal de Assuntos Metropolitanos.

Quem quer a Setrab? II
Filipe Pereira, filho de Everaldo, já comunicou aos mais próximos que o Podemos entregará a secretaria nos próximos dias.

Quem quer a Setrab? III
Os deputados estaduais Léo Vieira, Thiago Rangel e Arthur Monteiro, todos presidentes de comissões importantes na ALERJ, não querem sair do Legislativo e estudam a possibilidade de indicarem um técnico com experiência na pasta e com fácil acesso ao governo Federal, de confiança deles, para assumir a SETRAB.

Quem quer a Setrab? IV
Arthur Monteiro, de malas prontas para o PSDB, garante que ainda não recebeu convite do governador para assumir a SETRAB, mas mesmo que seja convidado, terá que convencer os tucanos do RJ para o PSDB ser base do governo estadual. Segundo um tucano carioca de alta plumagem, não será tarefa fácil.

Quem quer a Setrab? V
Os três deputados estarão com o governador nos próximos dias e vão definir se um deles assume ou se indicam alguém de fora para ser o próximo secretário estadual de Trabalho, o que seria mais sensato. Enquanto isso, a secretaria está totalmente esvaziada, sem orçamento, sem projetos e sem perspectiva futura.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Quem quer a esvaziada Secretaria do Trabalho do RJ - Bastidores do Rio
Advertisement

5 COMENTÁRIOS

    • B) ( x ) O ministério da saúde do Pazuello

      Pazuello comandou o ministério por pouco mais de dez meses. Ao chegar, em 15 de maio de 2020, no lugar de Nelson Teich, o país registrava 15 mil mortes e 230 mil casos de covid. Em 24 de março de 2021, quando Marcelo Queiroga falou pela primeira vez como ministro, eram 12,2 milhões os infectados e o número de mortos, 20 (VINTE VEZES MAIOR!), ultrapassava 300 mil brasileiros. “Missão cumprida”, disse Pazuello ao deixar o ministério com 530 mil mortos.

      No Brasil ou em qualquer lugar do mundo não existiu comunismo, portanto, zero mortes.

    • Na minha família, amigos e conhecidos eu conheço mais gente de luto pela perda de entes queridos por conta da Covid do que desse tal comunismo que tanto falam e eu nunca vi.

      b) (x) ministério da saúde do Pazuelo

    • (X) Ministério da Saúde do Pazuelo

      Tenho parentes em Manaus. Perdi um tio pq ele quis fazer imunidade de rebanho lá e não tinha cilindro de oxigênio. Foi uma correria pra tentar arranjar algum, mas não deu.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui