Quintino – Até quando vamos reclamar da Polícia se o crime é cometido por quem foi preso e solto?

O problema não pode ser de quem já prendeu o mesmo criminoso 10 vezes, e sim de quem já soltou o bandido uma dezena de vezes, ou no máximo da péssima lei que permite que isto ocorra

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Policiais militares em ação no Rio de Janeiro - Foto: Divulgação

Tudo tem limite. Vou ter voltar a um assunto que já tratei em outro artigo, em “Os Juízes precisam ser responsabilizados por quem soltam“, era sobre o caso do assassinato do jovem fã de Taylor Swift nas areias de Copacabana por um bandido reincidente, reincidente várias vezes, inclusive com homicídio no seu “currículo”. Ali teve um desdobramento, que foi a decisão do prefeito Eduardo Paes de lutar pra finalmente internar compulsoriamente os cracudos que vagam pela cidade sem rumo, medida que vem sendo planejada pelo secretário de Saúde, o sanitarista Daniel Soranz, mas vem encontrando uma oposição ignorante daquela parcela da sociedade que não oferece soluções. Aquele pessoal famoso que acha que pra resolvermos algum problema do Rio temos que resolver primeiro todos os problemas. É cômodo pra essa gente pensar assim; aí não precisam resolver problema nenhum.

Uma onda de crimes, que tudo indica passageira, vem ocorrendo em Copacabana neste início de temporada turística. Ela acabou tomando uma cara, a do senhor Marcelo Rubim Benchimol, de 67 anos, que foi atacado por um grupo de assaltantes que o deixou no chão desacordado, na calçada da Nossa Senhora de Copacabana, próximo à Constante Ramos: ponto mais que nobre do bairro praiano. Situação similar ao idoso também espancado, mas por uma milícia mirim conhecida no Centro do Rio, que todo mundo sabe onde fica e até de onde vem. Como sempre, há quem defenda que nada se faça contra eles, os pobres coitados “vítimas de uma sociedade”. Mas, convenhamos, o governo Fernando Henrique era, na Educação e na Assistência Social, de esquerda, ou progressista como alguns preferem, até por toda sua história de luta contra os governos militares, e depois foram 14 anos de governo PT, 20 anos então se vão, e estas vítimas continuam fazendo suas vítimas. Claro, são psicopatas, facínoras.

70% dos presos em 2023 são reincidentes

Deixa eu sair deste debate e ir para o caso concreto do que acontece atualmente em Copacabana: apenas o Segurança Presente, não levando em conta a Polícia Militar ou Civil, efetuou 70 prisões e apreensões de pessoas por crime de furto ou roubo de 1º de janeiro a 30 de junho de 2023. Deste total, 48 eram adultos que já tinham passagem pela polícia, enquanto nove eram adolescentes reincidentes, portanto, 68,6% de reincidência.

Veja, de cada 10 presos, SETE já tinham passagem pela polícia e não deveriam estar nas ruas e sim afastados da sociedade. A cadeia é feia, suja e cheia, realmente, mas sempre há a opção de não cometer crimes. Verdade, pode-se aplicar a teoria do viés da sobrevivência, que fala que os bandidos que são presos sempre são aqueles menos capazes de fugir da polícia, os mais eficientes. Ainda que apliquemos esse darwinismo criminal tresloucado, que se crie bandidos mais espertos, ainda assim temos um problema enraizado na cultura consumista do brasileiro, na falta de educação e mais que tudo, no desvio de caráter desses bandidos.

Advertisement

Leia também

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

Vídeo: Raio atinge Cristo Redentor durante registro de visitante

Não culpem a PM, ela já fez sua parte

52753886828 339c194049 o Quintino - Até quando vamos reclamar da Polícia se o crime é cometido por quem foi preso e solto?
Foto: Divulgação

Sempre que tem estas ondas de violência se fala para chamar o Governo do Estado, a União, a Prefeitura para discutir a Segurança, mas será que apenas eles precisam ser chamados? Se 70% já foram presos, a culpa não está na Segurança, está no que acontece depois dela, está no processo: a culpa claramente é da lei penal e do judiciário. Quem já prendeu um bandido 10 vezes e ainda assim assiste ele roubando de novo, não pode fazer muito para manter esta pessoa onde deve estar. O problema está na Defensoria Pública, no Ministério Público, nos juízes e no Poder Judiciário. Até pouco tempo atrás os juízes interpretavam a lei; agora se apaixonaram por dobrá-la, e isto vem de cima pra baixo. Porém é óbvio que temos uma legislação extremamente permissiva com os criminosos; bobagens como os movimentos contra o encarceramento preocupados com o suquinho de maçã que o bandido vai tomar na cadeia, ou com a qualidade do IPhone que o Bandido vai usar pra fazer ameaças são grande preocupação desta gente. Seria bom que os órgãos ligados ao Direito, como os mencionados e a OAB-RJ, pudessem tratar do tema a fundo nestes vários eventos que toda hora se fazem.

Do que adianta chamar o Comandante da PM? Não há homens ou orçamento possível para cobrir cada esquina da cidade, especialmente quando se sabe que de dez bandidos que serão presos, sete já passaram pelas mãos deles. Nada causa mais dano à produtividade de qualquer trabalhador que saber que de nada adianta fazer seu trabalho bem feito, e esse é o caso. Nem vamos entrar aqui nas estatísticas dos sarqueamentos de cracudos e mendigos feitos pelo Governo do Estado que noticiamos quase toda semana aqui no DIÁRIO: são frequentes os casos de revistas feitas em dezenas de mendigos, com todos eles tendo anotações policiais. A Superintendência da Zona Sul tem os dados.

A sociedade está se cansando

pexels andrew neel 5255996 Quintino - Até quando vamos reclamar da Polícia se o crime é cometido por quem foi preso e solto?
Foto de Andrew Neel

Em um momento que a sociedade percebe que nada está sendo feito, ela se cansa, ou se muda ou toma suas próprias decisões. Inclusive, nervosa e acuada, a sociedade às vezes toma decisões malucas. Seria inteligente agir para que não ocorram. Uns não saem de casa, outros contratam segurança particular e há aqueles que pensam que podem resolver com as próprias mãos. E como criticar os frequentadores de academias de jiu-jítsu que estão se mobilizando para enfrentar os bandidos? Bandido tem que apanhar de alguém, na cabeça do povo. Melhor que fosse da Polícia para que haja algum tipo de controle. Em que pese as bobagens que a esquerda pinta neste sentido, nem mesmo o grosso de seus eleitores têm pena de criminoso violento. Pode ocorrer escalada da violência, claro, mas Benjamin Franklin diria que “O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas”. Talvez este seja o caso.

O deputado estadual Filippe Poubbel, inclusive, propôs homenagear na Alerj as academias que agirem contra as várias gangues criminosas que esfaqueiam, matam e espancam inocentes todos os dias. “A polícia está de mãos atadas porque a lei não pune os bandidos mirins. Eu vou propor a Medalha Tiradentes para essas academias que estão empenhadas em defender os cidadãos de bem”. Quem sabe neste momento haja um grande despertar de quem ainda defende estes criminosos e o Rio de Janeiro possa voltar a ser Cidade Maravilhosa que merece?

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Quintino - Até quando vamos reclamar da Polícia se o crime é cometido por quem foi preso e solto?

Advertisement

17 COMENTÁRIOS

  1. … é muito fácil sentar-se em um gabinete refrigerado, andar de carro blindado, trancar a família em um condomínio e pedir liberdade para os bandidos …
    … acabei de descobrir que não sou humano, pois só vejo se falar de direitos humanos para proteger bandidos …
    … e quem protege o cidadão que paga impostos? em Copacabana ainda tem o “pessoal da praia” que andou fazendo uns ajustes comportamentais em algumas vítimas da sociedade, mas e no resto do Rio?
    … onde está a liberdade da Polícia para executar suas funções?
    … vivemos num Estado em que se pretende o tempo todo soltar o bandido, como se ele não fosse um problema do Estado e transferindo o seu peso diretamente para o cidadão, além dos impostos que este paga …
    … será que a melhor saída ainda é o aeroporto (para os que podem)???

  2. A MAIS DE 40 ANOS ESPERO UM PEDIDO DE DESCULPA DA POLÍCIA CIVIL E MILITAR INDENIZAÇÃO NÃO IA TIRA A HUMILHAÇÃO QUE PASSAMOS EM TER O NOSSOS BENS FURTADOS É NOSSA DIGNIDADE MEUS PAIS FALECEREM SE VÊ A JUSTIÇA FAZER A SUA PARTE FORAM TRATADOS COMO UM LIXO.

  3. Tem que prender e cumprir a pena. Construa-se mais presídios e modifique-se a lei. O que não dá é pra sujeitos realmente perigosos ficarem às soltas.

  4. Sei….típico comentário de quem nunca acordou cedo para trabalhar e pegar ônibus e trem cheios para no final do expediente serem agraciados por essa gente ordeira que não trabalha e tampouco estuda mas tem o direito de infernizar e roubar o pobre coitado do trabalhador. Comentários como esse do Ricardo Vitorino, explica bem a canalhice de certo setor de nossa sociedade. Esse com certeza nunca pegou um ônibus de madrugada, nem trem. Deve ser aluno de alguma faculdade publica e fica defecando pelo teclado. Um justiceiro social de sofá. Um embuste para ser educado comesse tipo de criatura.

  5. Duras leis tem que voltar a funcionar, a primeira é a lei da vadiagem, perambulando pelas ruas ,parques entre outras localidades, eu já me aborreci muito ,não se tem sossego,é só parar em algum lugar e pronto já vem ,a segunda lei é toque de recolher para menores de idade nos horários determinados pela lei,a não ser estar acompanhados pelos pais ou responsáveis, até de dia Deveria ser assim menores de idade perambulando pela cidade sem os pais ou responsáveis direto,até na praia Deveria fazerem isso,e pra finalizar terá que ter uma lei de controle de natalidade, pois vejo jovens de 12,13,14 anos com filhos no colo,ou seja,gerações improdutivas sem nenhuma orientação, e quem paga as contas desses prejuízo? Se não agirem rapidamente,vai ser tarde demais.

  6. Há anos comento essa situação. Nosso problema não é investigar e prender criminosos em geral, mas prender e MANTER PRESO, ou seja PUNIR! Nossa legislação feita por MUITOS que DEVERIAM estar presos e não legislando, foi no decorrer de décadas beneficiando cada vez mais os criminosos, primeiro os ricos e/ou poderosos e hoje beneficia a TODOS sem distinção, menos o inocente que vai preso por engano, pois esse sofre para provar inocência e sofre para ser solto. Ou seja, nossas LEIS não funcionam e beneficiam o criminoso e nossa justiça teima em piorar o que já é PÉSSIMO soltando criminosos de alta periculosidade e corruptos que roubam e matam milhares numa só canetada. O absurdo é tanto que assassinos confessos de pais, filhos, pessoas incapazes NÃO FICAM NEM 10 ANOS EM REGIME FECHADO! Ou seja, os criminosos já viram que aqui O CRIME COMPENSA e há muito deixaram de temer tanto a polícia, mas principalmente a “justiça”.

  7. Infelizmente continuaremos ouvindo que o problema é da polícia , até quando os defensores de ” vítimas da sociedade” continuaram com essa discurso carregado de hipocrisias acusando somente um lado…. a lembrei: até o momento que um familiar for agredido e muitas vezes Infelizmente assassinados por essas ” vítimas da sociedade”. Eu cansei de ler as defesas canalhas de vermes sociais…..clientes de traficantes, compradores das feirinhas do tipo da robauto e crimes banais como estacionando em vagas impróprias e a lista vai se tornando monstruosa.

  8. Quintino, a luta tem que mudar. Os parlamentares dos estados com mandato federal precisam, juntos, mudarem a Constituição Federal para que a competência de legislar no direito penal nos crimes comuns passe para os estados, bem como estados passem a legislar sobre direito processual penal naqueles crimes.

  9. Infelizmente,os juízes estão soltando esses tralhas, respaldados na lei.
    Oque tem que ser feito, é uma ampla mudança no código penal, aumentando consideradamente as penas para quem cagar fora do pinico,reduzindo a maioridade penal, e acabando com as chacotas das progressões de penas.

    Criminosos não têm que ter benefícios.

    Essas mudanças,e o que realmente iria desencorajar os criminosos, e não vemos os políticos conservadores,se juntarem para precionarem o congresso e a Câmara Federal para tal,afinal, eles andam com seguranças, nós povão que se vire nos trinta.

  10. uma coisa é uma coisa. e outra coisa é outra coisa. a puliça é corrupta e ineficiente por sua própria natureza e isso n tem nada a ver com prende-e-solta. e se prender todos por “bobeira”, não tem espaço pra todo mundo. prisão é uma estrutura cara e não “compensa o investimento” se o cliente n for cliente gordo, de mui boa cepa; boi magro não sustenta açougue.

    o prende-e-solta é necessário para manutenção do poder de polícia, pois nesse mesmo prende-e-solta bota-se a culpa da ineficiência e esbarra-se no conflito de interesses das forças de segurança. afinal, sem prende-e-solta n existe milíça, corrupção, tráfico, internação compulsória…

    então deixemos de usar o prende-e-solta como desculpa para ineficiencia policial. com a corregedoria funcionando para proteger o puliça ruim, não tem prende-e-não-solta que resolva.

    fui……

  11. Que “análise”!…Quem “opinião”!…

    A polícia é inútil. As leis e o judiciário são os vilões. A esquerda é o satã na terra. O cidadão de bem é um querubim frágil vulnerável.

    Meu Deus…

    Roteiro que ouço em qualquer Rotary Club, tomando Marlot, pestiscando uma torradinha com presunto de parma e geleia de damasco. Aquele cheiro do terno guardado e prestobarba no salão.

    Sempre a mesma história. Até a polícia tá cansada de ouvir essa ladainha.

    • Sei….típico comentário de quem nunca acordou cedo para trabalhar e pegar ônibus e trem cheios para no final do expediente serem agraciados por essa gente ordeira que não trabalha e tampouco estuda mas tem o direito de infernizar e roubar o pobre coitado do trabalhador. Comentários como esse do Ricardo Vitorino, explica bem a canalhice de certo setor de nossa sociedade. Esse com certeza nunca pegou um ônibus de madrugada, nem trem. Deve ser aluno de alguma faculdade publica e fica defecando pelo teclado. Um justiceiro social de sofá. Um embuste para ser educado comesse tipo de criatura.

    • Fico curioso para saber a sua opinião, se é que você tenha alguma que preste. Pelo que você vomita pelo teclado, a solução para acabar com a violência é a vítima entregar seus pertences pacificamente.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui