Quintino – O Rio de Janeiro de Eduardo Paes é melhor que o de Cesar Maia?

Não podemos comparar Eduardo Paes com Marcelo Crivella, e sim o governo Cesar Maia. Será que houve melhoras entre os dois governos?

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Eduardo Paes e Cesar Maia em 1992

O prefeito Eduardo Paes (PSD) é considerado um herdeiro político de Cesar Maia, tendo iniciado sua carreira política ao lado do antigo alcaide. Ele ocupou cargos como subprefeito da Barra e Jacarepaguá, além de ter sido vereador e deputado federal. Paes também atuou como secretário do Meio Ambiente. Em 2006, havia a expectativa de que se tornasse candidato ao Governo do Rio, mas recuou, permitindo que Solange Amaral assumisse.

Ao longo de sua trajetória, Paes se afastou e retornou ao seu grupo político de origem. Em 2020, candidatou-se pelo Democratas com o apoio de Rodrigo Maia, mas posteriormente migrou para o PSD.

A vitória de Paes em 2020 parecia quase certa, considerando o desempenho insatisfatório do então prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), que enfrentou desafios agravados pela pandemia. Crivella, em conflito com a Rede Globo e grande parte da mídia, encontrava-se politicamente isolado. Na Câmara de Vereadores do Rio, escapou por pouco de um impeachment, contando com o apoio do vereador Leandro Lyra, na época no Novo, que posteriormente foi esquecido pela política após migrar para o Republicanos.

Comparar os governos de Paes e Crivella é quase injusto, dada a diferença de desempenho entre os dois. No entanto, seria mais pertinente, neste ano eleitoral, avaliar Paes em relação a Cesar Maia, considerando que ele está prestes a se tornar o prefeito que mais tempo governou o Rio de Janeiro. Essa comparação ofereceria uma perspectiva mais abrangente sobre o impacto de Paes na administração da cidade, especialmente quando confrontado com o legado de seu antecessor, que governou por três mandatos e conseguiu estabelecer um sucessor em Conde.

Advertisement
Eduardo Paes Rodrigo Maia e Cesar Maia Quintino - O Rio de Janeiro de Eduardo Paes é melhor que o de Cesar Maia?
Eduardo Paes, Rodrigo Maia e Cesar Maia

A despeito da afinidade política compartilhada, Cesar Maia e Eduardo Paes possuem estilos distintos. Maia é reconhecido como um intelectual e formador de quadros, dotado de habilidades frasais que permitem longas e profundas conversas, abrangendo não apenas o funcionamento de uma cidade, mas também questões globais. Por outro lado, Paes é mais pragmático, embora não chegue a ser um tecnocrata, destacando-se por sua habilidade em cooptar quadros políticos. Enquanto Maia era previsível em suas posições, Paes tem a habilidade de articular discursos alinhados aos desejos do interlocutor, mesmo que não os concretize posteriormente.

Embora seja comum idealizar o passado, os números indicam que a cidade do Rio estava em uma posição mais confortável antes da gestão de Eduardo Paes. Paes, politicamente hábil, cultivou relações positivas com figuras como Lula, Dilma, Sérgio Cabral e Pezão. Em contraste, Cesar Maia enfrentava conflitos com Fernando Henrique, Lula, Garotinho e Rosinha, tornando-se uma figura de trato mais desafiador. Durante a gestão de Paes, as torneiras federais estavam mais abertas em comparação com a administração de Maia, que recebiarecursos de maneira mais restrita. Isso levanta a questão de se Paes poderia ter feito mais e melhor, dada a disponibilidade de recursos durante seu mandato.

Trânsito

DSC 5379 Quintino - O Rio de Janeiro de Eduardo Paes é melhor que o de Cesar Maia?
Foto: Daniel Martins/Diário do Rio

O tempo médio de trânsito serve como um indicador crucial para avaliar a eficiência das políticas urbanas. Quando Cesar Maia passou o governo para Eduardo Paes, em 2008, o tempo médio era de 2 horas e 21 minutos, refletindo um crescimento desde 2005, quando estava em 1 hora e 44 minutos. Nesse mesmo ano, os paulistanos gastavam em média 2 horas e 42 minutos no trânsito. Em 2022, São Paulo viu uma redução para 2 horas e 22 minutos, enquanto o Rio se tornou a cidade mais congestionada do Brasil em algumas pesquisas.

Apesar dos investimentos iniciais em BRT (Bus Rapid Transit) durante os primeiros mandatos de Eduardo Paes, ele teve que revisitar o tema quando reassumiu o cargo. Culpar exclusivamente Crivella é simplificar a questão, pois o projeto já apresentava falhas antes de 2016. Em quatro anos, a pandemia acelerou os desafios, evidenciando a necessidade de uma reinvenção no transporte público. O investimento em articulados e estratégias de marketing não será sustentável a longo prazo.

Ao longo dos quase 10 anos de governo Paes, notamos a ausência de projetos impactantes, comparáveis à visão estratégica de Cesar Maia. A Linha Amarela, a duplicação de vias como Avenida das Américas, Avenida Brasil, Aberlado Bueno e Salvador Allende transformaram a maneira como os cariocas transitam pela cidade, gerando impactos duradouros. Não há, no entanto, uma via construída pelo atual prefeito que seja verdadeiramente marcante.

O trânsito na Barra piora a cada dia, e embora os mergulhões tenham melhorado, a situação continua desafiadora na região. Vale ressaltar que, com a ajuda do Governo do Estado, a região ganhou o metrô do Jardim Oceânico, além das ligações do veículo subterrâneo com várias estações da Zona Sul, e ainda assim o trânsito continua cada dia mais caótico.

A proposta de uma ponte ligando a Via Parque à Jacarepaguá poderia ser uma solução para a região da Barra e Jacarepaguá, mas tal projeto exigiria um comprometimento em um possível próximo mandato.

O Centro do Rio

51169974456 a0b1439420 k Quintino - O Rio de Janeiro de Eduardo Paes é melhor que o de Cesar Maia?
Vista do Museu Sacro Franciscano – Centro do RioFoto: Rafael Catarcione | Riotur


Cesar Maia desempenhou um papel fundamental ao iniciar uma significativa transformação no Centro do Rio, focando na recuperação de ruas, largos e praças. A criação do Mergulhão da Praça XV foi um marco que revitalizou a região. Entretanto, sua visão parece ter sido limitada em comparação com a abordagem mais abrangente adotada por Eduardo Paes, tanto no mandato atual quanto no anterior.

A coragem de Paes ao derrubar a Perimetral foi notável, representando uma mudança ousada na paisagem urbana. O Projeto Reviver Centro, agora sendo replicado em diversas cidades ao redor do mundo, demonstra uma visão mais holística para revitalizar áreas urbanas centrais. A introdução do VLT e a proposta de retirar ônibus da região, promovendo uma conexão mais direta entre modais, é um passo inovador que pode resultar em uma região menos poluída e mais agradável.

A abordagem de Paes vai além da estética, buscando soluções integradas que consideram a mobilidade urbana e a qualidade de vida. Essa visão de longo prazo parece ser um diferencial na administração atual, destacando-se pela inovação e preocupação com a sustentabilidade urbana.

Habitação

A questão habitacional, especialmente nas favelas, parece ser uma área em que a administração de Eduardo Paes carece de iniciativas marcantes, ao contrário do reconhecido programa Favela Bairro implementado durante o governo de Cesar Maia, que recebeu prêmios internacionais. A falta de grandes projetos nesse sentido levanta questionamentos sobre as ações em prol dos menos favorecidos sob a atual gestão.

Embora a favelização do Rio seja um desafio enfrentado por vários governos, alguns deles buscaram ativamente soluções para as comunidades, abordando questões como saneamento e transporte. No entanto, a sensação atual é de paralisia, com a gestão aparentemente entregue a partidos como o União Brasil, sem apresentar mudanças significativas.

Surpreendentemente, a falta de uma oposição mais robusta na Câmara do Rio pode contribuir para a aparente estagnação. A presença de apenas alguns vereadores, como Pedro Duarte (Novo) e Rogério Amorim (PL), sugere um cenário político desafiador para a fiscalização e questionamento das políticas públicas. A oposição ativa desempenha um papel crucial na transparência e na responsabilidade governamental, algo que Cesar Maia enfrentava mesmo diante das Organizações Globo. A ausência desse contrapeso pode impactar a efetividade da governança.

Ordem Urbana

5f45d66f 7374 404f 9e73 d74c68e54149 e1700086266703 Quintino - O Rio de Janeiro de Eduardo Paes é melhor que o de Cesar Maia?
Enquanto quase todo o comércio formal da Uruguaiana vai à falência, um imenso mercadão de mercadoria duvidosa nasce, com ‘telhado’ e tudo, bem no meio do canteiro central da Uruguaiana / Foto: DIÁRIO DO RIO

A abordagem de Eduardo Paes em relação à Ordem Urbana, especialmente no que diz respeito aos ambulantes, parece ser menos incisiva em comparação com a postura de Cesar Maia durante seu mandato. O secretário de Ordem Urbana, Brenno Carnevale, é um delegado da Polícia Civil, cuja visão pode estar mais direcionada para questões específicas, como a atuação das milícias. O crescimento da desordem urbana na cidade pode ser atribuído, em parte, à aparente falta de prioridade dada ao problema dos ambulantes. Enquanto Carnevale prefere a derrubada de um ou outro edifício da milícia, que nem é a maior renda da organização criminosa, as vans.

No passado, Cesar Maia adotou uma abordagem mais decisiva, eliminando o mar de tendas azuis que ocupavam áreas como Copacabana e o Centro do Rio. Ele buscou organizar até mesmo os camelôs em Madureira, garantindo que trabalhassem de maneira a não prejudicar o comércio formal. Embora tenha havido conflitos entre a Guarda Municipal e os camelôs na época, a situação atual, com o comércio formal sendo prejudicado pela concorrência desleal do comércio informal, é vista como mais problemática.

Meio Ambiente

No âmbito ambiental, ambos os prefeitos tiveram iniciativas, mas Cesar Maia, em seu primeiro mandato, criou a Secretaria de Meio Ambiente e destacou nomes significativos como Sérgio Besserman para lidar com o tema. No entanto, a favelização continuou a crescer. Eduardo Paes, por sua vez, nomeou Tainá de Paula para lidar com questões ambientais em um acordo político com o PT.

No entanto, críticos apontam que, ao longo de nove anos, Paes cumpriu pouco no tema, inclusive deixando de realizar o Bosque Rio 2016. Cesar Maia, por sua vez, destacou realizações como o reflorestamento de morros da cidade em 2008.

Morro do Sumaré Anos 90/2008

Morro do Urubu e Babilônia Anos 90/2008

Morro Dois Irmão Anos 90/2008

Nomes para história

Cesar Maia e Eduardo Paes Quintino - O Rio de Janeiro de Eduardo Paes é melhor que o de Cesar Maia?
Foto: G1

As comparações entre Cesar Maia e Eduardo Paes revelam nuances interessantes sobre o legado de ambos na história do Rio de Janeiro. Cesar Maia, com sua ousadia e criatividade, ficou marcado por eventos icônicos como o show dos Rolling Stones em Copacabana e a criação do famoso réveillon da cidade. Sua gestão foi caracterizada por uma abordagem inovadora e por projetos que entraram para a memória coletiva.

Eduardo Paes, por outro lado, é visto por alguns como um gerente eficiente, mas talvez com menos destaque em termos de criatividade. A gestão de Paes foi mais centrada na eficiência operacional e no gerenciamento pragmático da cidade.

É interessante observar as diferenças na composição do secretariado e assessores. Cesar Maia teve uma equipe notável, incluindo Eduardo Paes, que mais tarde seguiu carreira política. Em contrapartida, críticas a Paes sugerem que ele pode manter pessoas em cargos-chave mais pelo sobrenome do que pela competência, afetando setores cruciais da cidade.

A dinâmica entre a sociedade civil e alguns secretários na gestão de Paes também é mencionada, indicando que em alguns casos a sociedade procura dialogar diretamente com subsecretários ou outras forças políticas, possivelmente contornando certos membros da administração.

No final, a avaliação de quem foi “melhor” pode depender das prioridades e valores de quem analisa. Cesar Maia é reconhecido por sua ousadia e eventos memoráveis, enquanto Eduardo Paes é visto como um gerente eficaz, mesmo que talvez menos inovador. O futuro ainda reserva mais capítulos para o atual prefeito, e será interessante observar como ele moldará seu legado nos anos que virão.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Quintino - O Rio de Janeiro de Eduardo Paes é melhor que o de Cesar Maia?
Advertisement

16 COMENTÁRIOS

  1. Exato Mauro. A pergunta elementar:

    Melhor pra quem?

    Tanto Cesar Maia e Eduardo Paes governaram para poucos.

    Um roubou da merenda das crianças o outro fez desapropriações e gentrificação. Os negócios? Foram muito bem, obrigado.

    Em comparação a direita Chernobyl recente, ATÉ esses 2 são infinitamente melhores, tamanha decadência política.

  2. Atualizando meu comentário com as comparações entre CM e Dudu, que troço é aquele que fizeram na Henrique Valadares no terreno do antigo IASERJ? Chamam de PAR (Programa Seguir em Frente) mas o que se olha de fora se parece com um campo de concentração de Gaza, local que a esquerda se apaixonou recentemente. Quase uma centena de tendas para “acolher” moradores de rua. Parece que mais uma vez os governantes usam a fórmula de remoção do indesejável com vistas a benefícios presentes e futuros. O timing foi perfeito: as vésperas do Réveillon, se tira esse povo do Centro e provavelmente da Zona Sul, já fartamente cadastrado e fotografado para as tendas e limpa as praias e ruas para os turistas. O que não se vê não incomoda. E com este ultimo ato de 2023 Dudu mostra o seu lado eugenista e classificador, mostrando o abismo entre os “Cavalcantes” e os “Cavalgados”.

    • Boa colocação
      Local péssimo.
      O Rio está entregue.
      Apenas para complementar, face a incompetência de nossos “Gestores (PQP) nem deveríamos ter show na virada. Esse ano, ou até quando equalizarem o problema latente de segurança, não deveria ter showzinho, principalmente de péssimo gosto, em Copa. Sabemos como termina isso. A “merdia” joga o lixo atrás da cortina.
      Deveria ficar apenas com a tradicional queima de fogos. Seria mais prudente como segurança e financeiramente. A receita aumenta, sim, porém os custos Diretos e INDIRETOS são estratosféricos. Será que essa “Margem de Ganho” vale?
      Sei que o ano é de eleição e como temos um povo com QI medio em 83, não podemos ficar sem o Circo.
      Melhorariam muito os serviços publicos, se houvesse uma lei, qual nossos gestores, dentro de suas gestões, só pudessem usar a saúde pública e seus filhos estudarem em escolas públicas. O estado estaria PROIBIDO de pagar plano de saúde e algum tipo de bolsa de estudo.
      Ahhh…usar transporte publico também. Ok..com segurança, ok mas usar. Claro que é uma Baita utopia e ilusão, porém seria interessante, não seria?

      Nota: Desde 83, vivemos uma dinastia direta e indireta, iniciada com o Governo do Eng? (não gosto nem de citar o nome e que arrependimento…(PQP)

      • Faz mais de 20 anos que a Direita manda e desmanda no Rio, querido.

        Para de se informar pelo Ratanabá News e acorda pra realidade.

        “Vivemos uma dinastia desde 83”. Tomou foi é sol na cabeça. Tá loucasso.

  3. Concordo com alguns pontos, mas discordo da parte sobre trânsito e mobilidade. O Rio não precisa de mais vias, a cidade já é totalmente cortada por vias expressas. E construir uma estação de metrô na ponta da Barra não foi “ajuda” do estado, mas uma gambiarra das gestões Cabral/Pezão que roubaram tanto que ficaram sem verba pra levar o metrô até pelo menos o Alvorada. Pro trânsito da cidade melhorar precisa expandir o transporte ferroviário na Barra e em Jacarepaguá, no mínimo. Ponte nenhuma vai resolver nada. Dito isso, CM deixou o transporte alternativo crescer e nem sequer se preocupava com a pauta do transporte público. Os governantes falham nessa pasta há anos.

    O que eu acho engraçado é que o Paes tem facilidade em se preocupar com coisas grandes como obras, mas falha na zeladoria e na ordem pública. E sobre habitação, ambos foram ruins, fazendo apenas remendos.

  4. Uma das melhores matérias que já li por aqui, muito boa mesmo, parabéns!

    Pegando isoladamente o período do primeiro mandato do César Maia, ele foi de longe o melhor prefeito da história. O que joga contra a média do César é que o segundo e o terceiro mandatos a meu ver já foram mais fracos. Se tivesse mantido o ritmo, o César teria sido eleito governador em algum momento, pq a sua administração entre 1993-96 foi simplesmente maravilhosa, um dos melhores gestores que já vi na vida.

    E concordo com o autor do texto no sentido que é sem sentido tentar comparar Eduardo Paes com Crivella.

  5. Vemos uma total omissão e negligência, em hospitais,nas praças públicas, nas praias, nas escolas públicas, ruas esburacadas, carros nas calçadas, bares e restaurantes tomando as calçadas, trailer enfim,não adianta reclamar,que se dane,vou acreditar ainda em papai-noel ? muitos bairros abandonados.

  6. Nascido e criado no Rio de Janeiro (Guanabara) e a medida que acompanhando a decadência dessa cidade (Sou do tempo que se pegava carona para a praia na subida do Paulo de Frontim).

    Fui criado brincando e brigando (rs) na rua e usando Merthiolarte.

    Um estado/cidade que nos últimos 45 anos tiveram os governantes levianos como os que tivemos e temos (somos culpados tb) não se poderia esperar nada pior do que se apresenta.

    Nem vou citar Governadores, pois seria covardia. Ainda mais a partir de 1983 com a infeliz e lamentável gestão do Eng? Leonel (me arrependo atê hoje de ter votado nele). Deveria ter votado em S.Cavalcanti, herdeira legitima de Lacerda. Mas, o tempo, assim com a Flecha, não volta.

    Tivemos os seguintes alcaídes, desde os anos 70:

    – Marcos Tamoyo

    – Israel Klabin

    – Julio Coutinho

    – Jamil Haddad, Ao menos esse começou com o processo dos Genéricos quando ministro do Itamar. Serra saboreou a conquista e como bom Socialista ainda teve participação em laboratorio, mas deixa pra lá

    Obs.: A partir de agora, todos afilhados do Eng?

    – Bar Celo Alencar

    – Saturnino “Falência” Braga

    – Bar Celo Again com a renúncia do Mister Falência

    – C.Maia

    – LP Conde

    – C. Maia

    – Dudu Paes

    – Crivella Sonequinha

    – Dudu Again

    Com dar certo?

    Comparar C.Maia x Dudu Paes não acho o mais legitimo.

    É Comparar esterco com “Adubo”..

    Acho que seria válido, pesquisadores e analistas de gabinete, bronzeados com luz florescente ou LED, e carentes de Vitamina D, procurarem o povo raiz, aquele que madruga e trabalha, carregando o fardo do estado nas costas e quando mais necessita do MÍNIMO que o estado deveria proporcionar é traído pelos calhordas.

    Vamos citar apenas os “competentes” da matéria:

    Cesar “Lacoste” Maia, fez o Rio Cidade, cauaando um estrago a mobilidade urbana e, Reza a Lenda, ajudou bastante a alavancagem da Net, mas isso e uma outra estorinha.

    Uma prima, que foi funcionaria da Prefeitura e se dizia saudosa do Lacoste, certa ocasião, perguntei se sabia quantos funcionarios tinha o municipio e qual seria a população do municipio. Quando caiu em si, ficou sem resposta como todo o Socialista Fabiano. O alcaide deveria ter que governar para todos, inclusive em quem não votou nele, mas que paga impostos

    Dudu Paes  – Entre tantos absurdos, criou o BRS, segregando com “Troncais” PQP, imagina em Copa, onde existe um significativa população de idosos? Estavam acostumafos ao ponto e a cor dos ônibus. Pqp. Tanto foi confuso, que uma tradicional linha (125) especifica, Troncal 1, porém acrescenta “antiga 125”..pqp…pudera o filho do Piciani era o lamentável secretario municipal e o Lamentavel Julio Lopes secretario Estadual.

    Olimpiada, se não vem gente especialidada em Logistica, Não desatariam o nó causado com o desastre..tanto que o BRT Av. BRasil era para terminar em 2016 e ate hoje nada. Isso sem contar a tragedia da ciclovia Tim Maia

    Saude? Lastimável

    Educação, não existe

    Vigas da Perimetral sumiram. Enfiaram em algum lugar, diretamente não foi em mim, porém indiretamente, bem provavel.

    Centro da cidade acabou, lembra Gothan City.

    O VLT é brincadeira de Bondinho na Quinta da Boavista e quem o utiliza paga duas vezes. Uma a passagem e outra a quantidade minima de usuários.

    Atual gestão de Dudu,

    Guarda Municipal sumida, virou guarda Pretoriana

    Cidade imunda (a população tb coopera)

    Saúde, como sempre

    Educação inexistente

    Trânsito no centro, me lembra Saigon nos filmes de Guerra. Levando, muitas vezes, 25 minutos, da A. Passos até o Consulado Americano.

    Nosso Alcaide é muito bom sambista.

    A recente inauguração do “Novo BRT” foi um caos. Coitado do povo que precisa para ir ao trabalho. PQP. Muita sacanagem. E a mídia carcomida e viciada em Verbas, passou pano direto. Nunca mais foi noticiado

    Nota: Nesse momento, seria mais prudente não haver shows no dia 31( Ludmila poderia ensinar a cantar o hino, daqui a 20 anos). Ficando apenas a queima de fogos. O governo não tem a minima competência para  garantir a segurança minima.

    A decadência foi construida aos poucos. Com anestesia e muita eficiência dos salafrarios. A conta chegou.

    Estou me prerando para escapar desta armadilha que se transformou a cidade.

  7. Cesar Maia não teve o orçamento que o Eduardo Paes teve no seu governo para grandes eventos como a Copa do Mundo e o Pan e nem pegou o Brasil com o boom econômico. O que dá vantagem ao Paes ter podido realizar mais, muito mais.

    Essa pergunta: “quem é melhor?”

    Melhor pra quem, cara pálida?

    Quantas cidades existem dentro da cidade do Rio de Janeiro? Sim, pq a cidade não é heterogênea. Do Santa Bárbara pra lá é uma do Santa Bárbara pra cá é outra.

    O fato é que Cesar Maia e Eduardo Paes são políticos infinitamente mais habilidosos do que está posto aí pela direita e extrema direita e portanto conseguiram viabilizar políticas públicas mínimas que impactam a vida do carioca.

    Um vice do outro iria resultar que tipo de governo? Seria uma chapa interessante.

  8. A história está sempre a nos ensinar. Principalmente a não repetir erros. E não foi o caso. A criatura é de longe muito pior do que seu criador. E como já foi comentado oportunamente, e difícil aceitar que um governo perseguido seja melhor do que um com apoio quase unânime de todos os poderes, inclusive os ocultos, o econômico e o de comunicação. Enquanto as obras de um elevaram o patamar da cidade as de outro criaram o atoleiro e a estagnação em que estamos presos.

  9. ASSIM QUE ACABAR O RECESSO JUDICIÁRIO VOU AGI COM UM PROCESSO POR OMISSÃO POR PARTE DA PREFEITURA DE DESRESPEITAR A LEI ORGÂNICA DO MUNICÍPIO, PAGA IPTU E VIVER UM CAOS DE DESORDEM URBANA, PERTURBAÇÃO DE SOSSEGO O 1746 NÃO SEI PARA QUE SERVE NO CEP: 20.251-061 É 20251-621 SE PASSAR MAL A NOITE NÃO SE TEM O DIREITO DE SE LOCOMOVER ATÉ O SERVIÇO DE CONSERVAÇÃO DA PREFEITURA ASFALTOU UMA RUA PARA UMA CASA DE SHOW TIRA A PAZ E TRANQUILIDADE DE 40 ANOS DESCARETIZANDO ANOS DE HISTÓRIA E OS IMÓVEIS DESVALORIZARAM.

  10. Não dá para comparar Cesar Maia com o prefeitinho atual em nada. O sujeito que ocupa o cargo de prefeito atualmente acabou com a Cidade maravilhosa, como era conhecido o Rio de Janeiro. Destruiu o trânsito no centro, principalmente no sentido zona sul, deixando de utilizar o mergulhão. Com relação ao meio ambiente, foi o prefeito que mais destruiu, retirando as árvores da Cidade, ele, tudo indica, não sabe para que serve uma árvore, principalmente nos centros urbanos,. Praticamente acabou com a Fundação Parques e Jardins e transferiu o serviço de manutenção dos vegetais para a Comlurb, que nem do lixo cuida direito. Desde o seu primeiro mandato, tira árvore e põe cimento, aumentando o aquecimento. No seu primeiro mandato, destruíu três praças na região da Tijuca que eram bastante arborizadad e hoje estão bastante cimentadas.

    • Totalmente certo, esse cara nunca deveria ser prefeito, ele tá aí ou por indicação muito poderosa ou por gente que não morou no rio de Janeiro nos tempos atrás, pois pelo menos com o Cesar Maia, você não via as praças públicas abandonadas cheios de moradores de rua fazendo suas necessidades fisiológicas, os bairros todos com cheiro de fezes e urina,calçadas destruídas pelos carros e trailers de comidas impróprias., em cima das calçadas e os pedestres tem que se arriscar nas ruas,Santa Teresa tá abandonada, sem ônibus, sem os bondes,ruas todas de Santa estão destruídas,pelos paralelepípedos que estão fora dos lugares, tornando impossível de carros e até pedestres andarem,fora escadarias sem elevadores para idosos e deficientes físicos,que não podem descer e nem subir,pois os táxis não sobem mais em Santa teresa principalmente a noite,vou na cidade e vejo lojas e cinemas fechados,teatros não funcionam mais ,vejo praça Tiradentes abandonada,só vejo tudo fechado,então tem muita coisa pra falar desse cara,que não sei aonde ele tá melhorando o rio de Janeiro, será que só ele que acha que fez alguma coisa?pra mim se ele continuar a tendência é piorar mesmo,dias piores virão com esse cara que tá no poder.

  11. Como pode um prefeito que brigava com o governo federal e estadual fazer mais do que um que tá em harmonia????
    Outra coisa. Qdo as upps começaram o prefeito poderia ter cercado a favela impedindo seu crescimento sobre a vegetação. Mas não. Aí foi que com a presença do estado e a valorização foi que cresceram na horizontal e na vertical.

  12. Cesar Maia saiu dos dois primeiros governos com a marca de eficiência também. Os servidores e a população aprovaram. O Rio Cidade foi bom. Quem lembra das calçadas das ruas principais dos bairros, esburacadas, desniveladas, principalmente no Méier, Vila Isabel, Grajaú, Tijuca e Madureira, sabe que deu outra cara. Era impossível andar com os camelôs, mesmo na Rio Branco! No terceiro mandato, um mandato ruim, se juntaram Globo e Lula pra bombardear sobre a crise na saúde. Teve até hospital de campanha no Campo de Santana armado pelo governo federal e tome RJTV (aquela gente n0jent@) falando do “caos” na saúde. Além disso o beautiful people e povo da ZS se concentraram nas críticas estéticas, sobre postes “bêbados” e obelisco da Ataulfo de Paiva. Bom, cada um com seus problemas…

  13. Com CM a gente tinha a GM. O q temos hj? No governo anterior do Dudu tinha os verdinhos. Agora nem isso. O trânsito é caótico e sem fiscalização. A CIDADE DO RIO DE JANEIRO É UM LUGAR EM QUE VC CONSTROI UMA CASA NA PRAÇA, NA CALCADA, NA VIA É NADA ACONTECE.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui