Radar de velocidade poderá ser proibido nas rodovias do Estado do Rio de Janeiro

PL prevê a proibição de instalação de radares eletrônicos fixos para controle de velocidade e aplicação de multas em rodovias estaduais, especialmente a Via Lagos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Moradores da Região dos Lagos querem acabar com a indústria das multas / Reprodução: Internet

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira (24/05), em primeira discussão, o Projeto de Lei 5.848/22, de autoria do deputado Dr. Serginho (PL), que prevê a proibição de instalação de radares eletrônicos fixos para controle de velocidade e aplicação de multas em rodovias estaduais, especialmente na Rodovia RJ-124 –  a Via Lagos, que liga Rio Bonito a São Pedro d’Aldeia. A rodovia é o principal acesso às praias da Região dos Lagos . O texto ainda precisa ser votado em segunda discussão pela Alerj.

De acordo com o PL, a fiscalização de controle de velocidade será feita a partir das diretrizes do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). O órgão define que haja sinalização viária horizontal e vertical, na quais sejam informadas a velocidade máxima permitida na via e a existência do controle de velocidade por equipamento de fiscalização eletrônica.

Ainda de acordo com o PL, os medidores de velocidade portátil só podem ser usados por autoridade de trânsito ou seu agente, durante o exercício regular de suas funções, não podendo haver problemas de visibilidade do equipamento e de seu operador por placas, árvores ou outros elementos.

O deputado Dr. Serginho destacou que o projeto é uma demanda antiga dos moradores da Região dos Lagos. “Os radares eletrônicos, nos moldes como se vê hoje, tornaram-se uma verdadeira indústria de multas, e em nada contribuem para a segurança e educação no trânsito”, declarou o deputado.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Radar de velocidade poderá ser proibido nas rodovias do Estado do Rio de Janeiro
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui