Região Metropolitana do RJ teve mais de mil mulheres baleadas nos últimos 7 anos

Pesquisa do Instituto Fogo Cruzado aponta que, desse total, 4 em cada 10 mulheres morreram

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Kathlen Romeu, falecida em junho de 2021 vítima de um tiro de fuzil na Zona Norte do Rio - Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Um levantamento recente elaborado pelo Instituto Fogo Cruzado aponta que, nos últimos 7 anos, mais de mil mulheres foram baleadas na Região Metropolitana do Rio de Janeiro e, desse total, 4 em cada 10 morreram. De acordo com a pesquisa, 43% dessas vítimas foram atingidas por balas perdidas.

Os números foram apresentados nesta terça-feira (29/08) durante audiência pública da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, da Assembleia Legislativa do Estado (Alerj), realizada na sede da Casa, na região central da capital fluminense. Entre as localidades com maiores índices registrados estão Maré, Bangu, Rio do Ouro e Manguinhos.

”Só no primeiro semestre de 2023, 113 pessoas foram baleadas no estado. Esse número é alarmante. Apesar de menos visibilizadas, as mulheres sofrem muito com a violência armada e engrossam essa estatística. Cerca de 33% das mulheres que foram baleadas nos últimos anos tiveram o corpo atingido durante operações ou ações policiais. É um número que choca, pois vemos quanto as operações policiais colocam em risco a vida de mulheres fluminenses”, explicou Íris Rosa, pesquisadora do Instituto Fogo Cruzado.

O estudo também apontou que é maior o número de casos de homens que têm porte de arma, como agentes de segurança, na incidência de crimes contra mulheres.

Advertisement

Para a presidente da Comissão da Alerj, deputada Renata Souza (PSOL), esse é um dado importante que precisa ser analisado.

”Esse dado para mim é inédito e muito relevante. Homens com porte de armas são mais propícios a cometer feminicídios e precisamos estar atentos a isso”, disse a parlamentar.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Região Metropolitana do RJ teve mais de mil mulheres baleadas nos últimos 7 anos
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui