Relatório revela qual praia da Zona Sul é a mais suja por banhistas; veja qual

Dados do projeto Ilhas do Rio mostram quem são os frequentadores mais "porquinhos" da orla carioca

Foto Cleomir Tavares/Diario do Rio

Um dossiê batizado de “Lixômetro”, elaborado pelo projeto Ilhas do Rio, mostrou qual a praia da orla da Zona Sul do Rio é mais emporcalhada pelos seus frequentadores. Segundo o documento, a do Praia do Leblon é mais suja pelos banhistas. Ao todo, foram coletados 62kg de lixo no trecho somente em outubro (incluindo cascas de cocos). Em seguida, ficou Copacabana, com 29kg e Ipanema, 9,6kg.

Este é o resultado do primeiro relatório do projeto Ilhas do Rio, que deu início a uma nova pesquisa nas praias, o Lixômetro, para estimar a quantidade/tipo de resíduos encontrados nas areias do Leblon, Ipanema e Copacabana. Para que a população fique informada e se sensibilize pela causa, dois triciclos circulam pela ciclovia da orla durante os finais de semana exibindo um painel com os resultados obtidos nas semanas anteriores e as médias do mês em cada região.

Mutirão de Limpeza na Praia do Leblon

No próximo domingo (25/11), o Projeto Ilhas do Rio irá liderar a realização de um mutirão de limpeza (Recicla Orla) na Praia do Leblon, com a ajuda de voluntários em ação do Dia Mundial da Limpeza de Rios e Praias, celebrado no último dia 17. A data é marcada por um movimento social global destinado ao combate do descarte inadequado de toneladas de lixo em todo o planeta, promovendo, não apenas a limpeza dos ambientes, mas também a conscientização da sociedade para o problema do descarte irregular de resíduos sólidos urbanos. O evento terá início às 9h próximo ao La Carioca en La Playa, primeiro quiosque certificado com o selo Lixo Zero, que fica localizado em frente à rua Afrânio de Melo Franco, no Leblon.

É muito importante realizarmos ações como essa, conscientizando e promovendo a educação ambiental e instruindo a população sobre o descarte correto do lixo. Há três anos, a Orla Rio e a Pólen criaram o projeto Recicla Orla e, com o apoio do iFood, chegamos a 56 pontos de entrega voluntária espalhados por toda zona sul. Todos nós temos o dever de cuidar das nossas praias. Afinal, uma ação sustentável, por menor que seja, constrói o todo e torna o planeta um lugar melhor para se viver,” diz João Marcello Barreto, presidente da Orla Rio.

O mutirão de limpeza das areias será aberto ao público. As pessoas interessadas em participar do movimento deverão chegar ao local às 9h, onde receberão todo material e instruções para realizar a coleta dos resíduos nas areias. O Recicla Orla já deu destino correto para mais de 15 toneladas de materiais recicláveis retirados somente das areias das praias cariocas. Destes materiais, destaca-se o plástico, que, sem a destinação adequada, torna-se vilão das praias e do ambiente marinho.

No mesmo dia, a equipe de pesquisadores e mergulhadores do Projeto Ilhas do Rio e parceiros embarcará rumo ao Monumento Natural das Ilhas Cagarras, em Ipanema, para apoiar o mutirão de limpeza com coleta de resíduos subaquáticos e terrestre nas ilhas promovido pelo ICMBio/MONA Cagarras. 

Desde 2018, mais de 50 milhões de pessoas saíram e limparam suas cidades, rios e comunidades dos resíduos, conscientizando a população, principalmente, sobre a necessidade da mudança em prol do meio ambiente.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. uma cidade que vive do turismo e a população é bem porquinha. limpeza e conservação começam com as atitudes corretas dos moradores, que não estragam o meio ambiente onde vivem.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui