Relicário com a pele de Santo Antonio Excelente notícia para os católicos leitores do Diário do Rio, e para as católicos solteiras e desesperadas. Hoje, Dia de Santo Antônio, um relicário com uma parte do corpo do santo mumificada do santo pode ser beijado e tocado pelos fiéis. A relíquia autêntica veio da Basílica de Pádua, na Itália, para as comemorações dos 400 anos do Convento de Santo Antônio, no Largo da Carioca, no Centro.

Veja a notícia do G1:

Um outro relicário maior com um pedaço da pele do santo está num altar-monumento, e pode ser adorado pelos fiéis, mas não pode ser tocado. As relíquias, que chegaram ao Rio para o aniversário do convento, ficam expostas até sábado (14), quando será feita uma procissão pelas ruas do Centro, junto com as imagens de Santo Antônio dos Pobres e Nossa Senhora dos Prazeres. No dia 15, as relíquias retornam à Pádua.

O reitor lembra que Santo Antônio é, na verdade, o padroeiro dos aflitos e dos doentes, que ajuda a suportar e superar as angústias. Mas acabou mais conhecido, no Brasil, como santo casamenteiro por ter defendido as moças pobres de Verona, na Itália.

“Em sua época, o governador de Verona criou um decreto estabelecendo que só as moças que tivessem dote para oferecer aos futuros sogros poderiam se casar. Isso foi considerado pelo frei Antônio uma injustiça com as moças pobres. Ele, então, depois de muita dificuldade conseguiu uma audiência com o governador, que acabou abolindo o decreto. A partir daí, ele começou a ser visto como o protetor do direito ao casamento”, explicou frei Clarêncio.

Confesso aqui, considero o dia de Santo Antônio o início das festas juninas… ah, a dieta.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui