Reparo em adutora afeta abastecimento de água em mais de 50 bairros do Rio e Baixada

As áreas afetadas estão nas zonas Norte e Sul, Centro, além de três municípios da Baixada Fluminense. A previsão é que o abastecimento seja normalizado em até 72 horas

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Moradores de mais de 50 bairros da Baixada e do município do Rio podem enfrentar reduções no abastecimento de água, nesta segunda-feira (20/05), devido a um reparo na adutora do Sistema Ribeirão das Lajes, em Jardim Guandu, Nova Iguaçu.

Operado pela concessionária Águas do Rio, o sistema passa por manutenção, conforme comunicado oficial. A previsão é que o abastecimento seja normalizado gradativamente em até 72 horas. Contudo, áreas elevadas e as pontas da rede de distribuição, como a Ilha do Governador, podem levar mais tempo para ter o fornecimento restabelecido.

Em nota, a concessionária orienta os clientes a reservarem água em cisternas e caixas d’água para atividades prioritárias durante esse período.

Advertisement

Áreas afetadas:

Rio de Janeiro: Glória, Catete, Flamengo, Laranjeiras (partes), Centro e Zona Norte.

Japeri: Cidade Jardim Marajoara, Cidade Sr. Do Bonfim, Citrópolis, Eldorado, Marajoara, Morro Citrópolis, Parque Guandu, Parque Mucaja, Parque Santos, Santa Terezinha, Belo Horizonte, Centro, Engenheiro Pedreira, Eucaliptos, Jardim Primavera, Jardim São João, Nova Belém, São Jorge, Transmontana e Vila Central.

Nova Iguaçu: Jardim Guandu, Prados Verdes e KM32.

Queimados: Distrito Industrial, Jardim Campo Alegre, Jardim da Fonte, Parque Industrial, Parque Olimpo, Piabas, Pinheiro, Parque Ipanema, Eldorado, Fonte Cova, Grande Rio, Jardim São Miguel, Jardim Magnolia, Jardim Santa Rosa, Jardim Vista Alegre, Parque Valdariosa e Valdariosa.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Reparo em adutora afeta abastecimento de água em mais de 50 bairros do Rio e Baixada
Advertisement

9 COMENTÁRIOS

  1. Aqui em Boa Esperança Nova Iguaçu estamos sem água há mais de um mês, tanto que o bairro inteiro começou a furar poços. Tem gente fazendo uma grana preta com isso.

  2. Não entendi que a manutenção ,é em dutora ,que abastece o r grande rio,e algumas partes da baixada,mas miguel couto,recebe água da dutora rio d ouro e tingua que não está em manutenção e está mais de quinze dias sem água, qual é a explicação da aguas do rio,que continua mandando conta com média estimada e não marcada no hidrometro

  3. A manutenção em Ribeirão das Lajes já tem 15 dias . A agua volta, 1 vez nq semana de madrugada, enche uma caixa e fim. Depois água só na outra semana. Voltou ontem de manhã e hoje acabou de novo. Sem fazer comida e lavando roipa em lavanderia. Banho com garrafa de água mineral de beber. O custo está absurdo. Fico pensando se alguém vai nos reembolsar! Tem que faltar sempre no mesmo lugar? E vários dias foi sem aviso! O.maior descaso está empresa! Quem.mora em prwdio o condomínio pede caminhao pipa e tem bomba sugadora. Agora quem mora em casa, fica sem.mesmo!

  4. Virou moda essa coisa de faltar água. Se atrasar um dia pagamento tem juros, mas quando falta não fazem desconto. Esse é o Rio que te quero lindo.

  5. Aí eu te pergunto, como vamos reservar água, sendo que tá sem água já desde o dia 16/05. Eles não avisam antes sobre essas manutenções, so fazem e a população que se lasque.

  6. É inacreditável a quantidade de reparos feitos e nunca resolvem absolutamente nada. Aqui na baixada fluminense, em belford roxo, os moradores estão sofrendo todos os duas com esse descaso dessa concessionária Águas do Rio. Até qnd essa pouca vergonha vai continuar.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui