Reunião do G20 tem maior esquema de segurança no Rio desde a Olimpíada

A operação contará com homens e mulheres das polícias Federal e Rodoviária Federal, além de Exército, Marinha, Aeronáutica e Guarda Municipal

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Prefeitura do Rio

A cidade do Rio de Janeiro terá um grande esquema de segurança para a primeira reunião ministerial do G20, nesta quarta-feira (21/02) e na quinta-feira (22/02), na Marina da Glória, Centro do Rio. A força-tarefa contará com 1,2 agentes e será o maior desde a Olimpíada de 2016.

A operação contará com homens e mulheres das polícias Federal e Rodoviária Federal, além de Exército, Marinha, Aeronáutica e Guarda Municipal.

Os maiores efetivos de segurança são reservados para as comitivas do secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, e do chanceler da Rússia, Sergei Lavrov.

O evento desses dois dias é visto como um teste para a cúpula de chefes de estado do G20, em novembro no Rio. O Brasil está na presidência do encontro.

Advertisement

As 40 comitivas esperadas na cidade, com média de 10 integrantes, ficarão todas hospedadas na Zona Sul para facilitar o deslocamento até a Marina, local do evento. No primeiro dia, nesta quarta, a reunião acontece entre 14h e 18h30. Na quinta (22), os debates ocorrem entre 8h e 13h.

Na quarta, o prefeito Eduardo Paes irá promover um jantar com os chefes de estado, no Palácio da Cidade, em Botafogo, na Zona Sul. O encontro contará com uma apresentação da Bateria da Imperatriz Leopoldinense.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Reunião do G20 tem maior esquema de segurança no Rio desde a Olimpíada
Advertisement

2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui