Réveillon 2019 na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro - Foto: Gabriel Monteiro/Secom

A realização do Réveillon e do Carnaval sem restrições no Rio de Janeiro está condicionada à taxa de vacinação na cidade. Segundo a Prefeitura do Rio, os eventos poderão acontecer se 75% da população total e 90% dos adultos estiverem com o esquema vacinal completo.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, a expectativa é alcançar essa taxa de vacinados em novembro.

Para que a gente possa ter um carnaval com segurança, tudo isso vai depender da adesão do carioca à vacina. A gente estima chegar a 75% da população geral vacinada e 90% população da população adulta vacinada ainda no mês de novembro. Isso dá muita tranquilidade para a gente continuar as nossas etapas de abertura”, disse.

Ao alcançar essa taxa de imunização, o uso de máscaras também será flexibilizado na maior parte da capital fluminense, com exceção dos transportes coletivos e unidades de saúde.

1 COMENTÁRIO

  1. Olha o sapato frouxo… metas que o cara já sabe de largada que deve conseguir. Pra quem está “preocupado com nossa saúde”, quer entupir de gente num mesmo metro quadrado pra atender a interesses que não sabemos quais. Muito perigoso. Pra propor tal coisa, Prefeitura, pelo menos admita que não está preocupada com a saúde do povo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui