Revitalização do trajeto original do Bonde de Santa Teresa fica mais perto de sair do papel

Governo do RJ anunciou licitação para reativação do trecho, prevista para acontecer ainda em 2023

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Bonde de Santa Teresa

A revitalização dos Bondes de Santa Teresa começa a ganhar forma e o projeto fica mais próximo de se tornar realidade. O Governo do Estado planeja lançar, ainda neste semestre, a licitação para reativar os ramais Paula Mattos e Silvestre. A ação faz parte de um pacote de medidas para modernização do meio de transporte e ponto turístico da capital fluminense.

Desativado há mais de dez anos, o ramal Paula Mattos receberá atenção especial para garantir a segurança e a qualidade do serviço oferecido aos cariocas e visitantes.

A estação Silvestre, que está inoperante há quase duas décadas, vai permitir a integração com o Trem do Corcovado, tornando a experiência de viagem mais abrangente e acessível.

“É gratificante poder concretizar, durante a minha gestão, uma reivindicação antiga dos moradores de Santa Teresa e de todos aqueles que utilizam o bonde. A definição sobre o futuro desse sistema já era uma determinação do governador e não mediremos esforços para realizar as ações necessárias para sua recuperação, reforçando o compromisso em preservar o patrimônio histórico e cultural da cidade do Rio”, destacou o secretário de Estado de Transporte e Mobilidade Urbana, Washington Reis.

Advertisement


Bonde de Santa Teresa em tempo real

O pacote de medidas também inclui a modernização das instalações da oficina de manutenção dos bondes, garantindo maior eficiência na operação. Com GPS já instalado em todos os bondes, a Setram, por meio da Central Logística, agora vai aprimorar o aproveitamento das informações do sistema, para facilitar a vida do usuário. O equipamento vai permitir a identificação de ocorrências que necessitem manutenção imediata, além do acompanhamento em tempo real do trajeto dos bondes.

“Também estamos avançando com outras iniciativas para fortalecer ainda mais o serviço, o que inclui a contratação de motorneiros e a implementação da venda de bilhetes por meio de ticketerias modernas. Nosso objetivo é elevar a experiência dos passageiros a um novo patamar, aumentando a eficiência da operação”, destacou Fabrício Abílio, presidente da Central Logística.

Além de impulsionar o turismo local, a revitalização do sistema vai fomentar o crescimento econômico e o fortalecimento social da região, gerando empregos. A expectativa é que sejam criados cerca de 500 postos de trabalho diretos e indiretos.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Revitalização do trajeto original do Bonde de Santa Teresa fica mais perto de sair do papel
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui