Foto: Ricardo Cassiano / Prefeitura do Rio

Nesta sexta-feira (18/06), a Prefeitura do Rio encerrou a remoção das grades e a limpeza da Praça Mahatma Gandhi, no Passeio, liberando a área à circulação de pedestres. A ação faz parte de um mutirão de serviços públicos que está sendo realizado no local dentro do Plano Urbano Reviver Centro. Participam das intervenções a Fundação Parques e Jardins, a Comlurb, a Rioluz e as secretarias municipais de Conservação e da Ordem Pública.

A Fundação Parques e Jardins finalizou a retirada das grades, com apoio logístico da Secretaria Municipal de Conservação. A FPJ também realizou serviços de poda baixa e roçado de grama, em apoio à Comlurb, que fez uma ampla e reforçada varrição no local, com remoção de resíduos, roçada, capina e limpeza de ralos. Os garis da companhia também fizeram a lavagem hidráulica com água de reuso do calçamento da praça e do Chafariz do Monroe. A companhia removeu pichações e instalou seis papeleiras no local.

A segurança da praça foi reforçada por equipes da Ordem Pública e Guarda Municipal. Já a Rioluz iniciou a troca das lâmpadas dos postes do entorno da praça, serviço que será estendido até a próxima semana. O objetivo é modernização de mais de 70 pontos de iluminação pública no local, trazendo mais segurança para os frequentadores. Além disso, a Companhia está recuperando, limpando e pintando os postes da região.

Também na próxima semana a Comlurb inicia um trabalho de recuperação do mobiliário urbano da praça, com a reposição de ripas e pintura dos bancos. Também serão pintadas as golas das saídas de ventilação e as estruturas metálicas do estacionamento subterrâneo que há no local.

Cada vez mais, o Shopping Paço do Ouvidor se fortalece como ponto de encontro no Centro do Rio. Passa no Paço.

A remoção das grades da praça visa a integrar visualmente a Mahatma Gandhi à Praça Marechal Floriano (Cinelândia) e ao eixo visual em direção ao Aterro do Flamengo, convidando a população do Rio a se apropriar e usufruir do local. O gradil não será descartado e será reaproveitado em outra ação que a Prefeitura deverá fazer no Instituto Nise da Silveira, no Engenho de Dentro, Zona Norte do Rio. A ideia é substituir o muro que cerca a grande área verde do instituto pelas grades retiradas do Centro, permitindo que a população local possa visualizar melhor toda a paisagem local.

Segundo a Secretaria municipal de Planejamento Urbano esta foi a forma encontrada para dar utilidade ao material, amplificando os benefícios da intervenção urbana para dois pontos diferentes da cidade do Rio.

As ações integram o projeto Reviver Centro, concebido pela Secretaria Municipal de Planejamento Urbano, que tem por objetivo recuperar a vitalidade do Centro do Rio, impactado pelas dificuldades trazidas pela pandemia do Coronavírus e pela crise econômica. Além de uma melhor gestão do espaço e equipamentos públicos, o Reviver Centro consiste num conjunto de projetos de lei para incentivar, entre outras medidas, a produção habitacional no Centro da cidade, atraindo novos e mais moradores para a região.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui