Rio abre 15 polos emergenciais de atendimento para o CadÚnico

A Secretaria Municipal de Assistência Social manterá esse novo esquema por 30 dias e até o fim do mês lançará o aplicativo de agendamento CadRio

Foto: Divulgação/ Prefeitura do Rio

Na próxima terça-feira, (18/10), a Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, vai abrir 15 pólos emergenciais de inscrição e atualização do CadÚnico – cadastro dos programas sociais federais. Os pólos vão funcionar por um período de apenas 30 dias, de segunda a sexta, das 8h às 17h, nos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) e no Centro Pop Bárbara Calazans da rede da SMAS, localizados em áreas estratégicas da cidade.

Nesta segunda-feira, (17/10), 47 Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) vão manter o horário estendido das 7h às 19h. Já na terça-feira, (18/10), os 47 CRAS, os 14 CREAS e o Centro Pop vão passar a funcionar das 8h às 17h, totalizando 61 locais onde o cidadão poderá realizar os serviços do CadÚnico.

Aplicativo

Um aplicativo de agendamento está sendo desenvolvido para, progressivamente, acabar com as filas. O aplicativo tem previsão de lançamento para o fim deste mês e deverá funcionar com o critério de vagas disponíveis. Atualmente, o cidadão procura o CRAS mais próximo de sua casa. Com o aplicativo poderá agendar em qualquer uma das unidades de atualização e cadastramento de CadÚnico.

CadÚnico

De acordo com a SMAS, desde 1º de janeiro de 2021, foram feitas 404.434 novas inscrições e 347.509 cadastros foram atualizados de famílias no CadÚnico. Essa demanda foi progressiva: desde outubro do ano passado, aumentou cerca de 500%. Os 47 Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), estão com capacidade para atender 90 famílias cada um, com 300 computadores em operação, das 8h às 17h, de segunda a sexta, totalizando 4.230 atendimentos diariamente.

O CadÚnico tem validade de dois anos. As famílias beneficiárias que se inscreveram no Auxílio Brasil entre os anos de 2016 e 2017, que estão em Averiguação Cadastral, precisam atualizar o cadastro até 11 de novembro. Quem não conseguir atualizar poderá ter o benefício bloqueado temporariamente, até que atualize seus dados e volte a recebê-lo. Até terça-feira (11), 83.384 famílias precisavam atualizar seus dados.

Mesmo tendo se inscrito ou atualizado seus dados, o cidadão só saberá se o benefício será pago pelo governo federal. Os CRAS apenas inscrevem e atualizam. Não têm autonomia para decidir quem ou quando receberá no benefício. A base do CadÙnico na cidade do Rio, atualmente, é de 912.317 famílias. Esse é o total de famílias cadastradas pela Prefeitura do Rio ao longo dos anos.

Confira os endereços dos polos emergenciais:

CREAS SIMONE BEAUVOIR: Rua República do Líbano, 54 – Centro

CENTRO POP RUA BARBARA CALAZANS: Rua República do Líbano, 54 – Centro

CREAS ARLINDO RODRIGUES: Rua Desembargador Isidro, 48, Fundos – Tijuca

CREAS MARIA LINA DE CASTRO LIMA: Rua São Salvador, 56, 2º andar – Laranjeiras

CREAS JANETE CLAIR: Rua Piranga, 50 – Méier

CREAS STELLA MARIS: Estrada dos Maracajas, 973 – Ilha do Governador

CREAS NELSON CARNEIRO: Rua Professor Lace, 57 – Ramos

CREAS PROF. MÁRCIA LOPES: Rua Carvalho de Souza, 274 – Madureira

CREAS JOÃO HÉLIO FERNANDES VIEITES: Rua Ouseley, 421 – Coelho Neto

CREAS WANDA ENGEL ADUAN: Estrada Pedro Borges de Freitas, 144 – Irajá

CREAS DANIELA PEREZ: Rua Nacional, 275 – Taquara

CREAS PROF. ALDAIZA SPOSATI: Rua Professor Carlos Venceslau, 211 – Realengo

CREAS ZILDA ARNS: Rua Cândido Magalhães, 88 – Campo Grande

CREAS PADRE GUILHERME DECAMINADA: Rua Menezes Athaíde, 50 – Santa Cruz

CREAS JOÃO MANOEL MONTEIRO: Estrada Da Matriz, S/Nº – Pedra de Guaratiba

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui